Foto: Protocolo permite isenção de propinas nos Cursos de Ciências Florestais e Engenharia do Ambiente da UTAD
[Imprimir]
A universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) celebrou protocolos com várias instituições que permitem a frequência, em condições especiais, do curso de 1.º Ciclo (licenciatura) de Ciências Florestais a associados, colaboradores e familiares das Federações de Produtores Florestais e da Sociedade Portuguesa de Ciências Florestais, colocados pelo concurso nacional de acesso 2014/2015 nas 1ª, 2ª e 3ª fases, na UTAD.
Estes protocolos abrangem ainda a Liga dos Bombeiros Portugueses e o Corpo Nacional de Escutas não apenas no curso de 1.º Ciclo (licenciatura) de Ciências Florestais, mas também no curso de 1.º Ciclo (licenciatura) em Engenharia do Ambiente, em condições idênticas.
Também abrangidas estão as Organizações Ambientais para o curso de 1.º Ciclo (licenciatura) em Engenharia do Ambiente.
As condições especiais traduzem-se na isenção de propina da 1ª inscrição do 1º ano, dos cursos mencionados, num total de cinco por entidade e curso, mencionados.
Assim, os cinco melhor classificados nos referidos cursos, e que estejam ligados às entidades mencionadas, deverão solicitar a referida desoneração do pagamento de propina no ato de matrícula, através da entrega de documento oficial, atestando a respetiva qualidade de associado, colaborador ou da relação familiar com associado ou colaborador, de cada uma das entidades parceiras neste protocolo.
A UTAD, tendo como missão a formação de quadros superiores ao mais alto nível, dotando-os de competências técnicas e humanas necessárias ao exercício com êxito das suas funções, nomeadamente, através do leccionamento de cursos de licenciatura especializados e, no âmbito da sua política de responsabilidade social, associa-se a estas entidades oferecendo oportunidade de isenção de propinas aos melhores alunos que sejam colocados nos cursos de 1.º Ciclo (licenciatura) de Ciências Florestais e Engenharia do Ambiente, colocados no concurso nacional de acesso ao ensino superior de 2014/2015.
Fotografia: João Carrola
NImp