Foto: Campus da UTAD
[Imprimir]
Os estudantes da UTAD deram, mais uma vez, o exemplo de como é possível fazer diferente e merecer o aplauso da sociedade. Assim aconteceu com a operação “bengala branca”, uma “praxe solidária” realizada a 21 de Outubro nas ruas de Vila Real, cujo resultado reverteu a favor da Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal (ACAPO).
Nos dias anteriores à ação, caloiros e caloiras tiveram como “castigo” a confeção de pequenas bengalas em pasta de açúcar, para depois, no mercado e nas ruas de Vila Real, venderem aos transeuntes, pelo custo de 1 euro.
A população correspondeu e aplaudiu esta iniciativa que angariou cerca de 500 euros que serão entregues à ACAPO em Vila Real, pela Associação Académica da UTAD (AAUTAD).
Tendo como base a bengala branca, símbolo da independência das pessoas invisuais, esta ação pretendeu, não apenas angariar fundos para a delegação local da ACAPO, sensibilizar a população para os problemas dos invisuais e também fomentar o espírito inclusivo e solidário nos novos estudantes.
A iniciativa, que foi motivo de reportagem por quatro canais de televisão, pode ser consultada aqui:
RTP
SIC
TVI: (não disponível)