[Imprimir]
Tânia Rocha e Rute Bastardo, docentes da UTAD, foram distinguidas no Concurso Nacional “Cartaz 3 de dezembro” promovido pelo Instituto Nacional de Reabilitação, I.P. nas Comemorações do Dia Internacional das Pessoas com Deficiência.
O cartaz intitulado “Igualdade e Inclusão” pretende preconizar a “necessidade da luta dos direitos das pessoas com deficiência, não pela constante adaptação de sistemas, mas pela inclusão de soluções acessíveis que devem ser pensadas no início do processo de desenvolvimento dos sistemas”, esclarecem as premiadas.
 “Simbolicamente apresentam-se corações, sublinhando a humanidade e os direitos referentes a esta condição mostrando com o esquema cromático que acreditamos com esperança na busca e evolução de um mundo mais inclusivo”, explicam as autoras do cartaz premiado.
Dos 69 cartazes a concurso, de 51 participantes e candidatos a dois únicos prémios – primeiro lugar e Menção Honrosa – foi atribuída a Menção Honrosa ao trabalho apresentado pelas docentes da UTAD.
O prémio foi entregue a 3 de dezembro na FIL, Lisboa, numa cerimónia comemorativa do dia Internacional das Pessoas com Deficiência.
O prémio Cartaz 3 de dezembro é promovido, desde 2001, pelo INR, I.P. como medida de celebração e reconhecimento dos direitos das pessoas com deficiência e tem como principal objetivo: “Premiar o trabalho gráfico que melhor represente a mensagem subjacente à comemoração deste dia”. Visa: “sensibilizar a sociedade para combater os preconceitos e obstáculos que impeçam o exercício dos direitos e a participação ativa (em todos os aspetos da vida política, social, económica, cultural e artística), das pessoas com deficiência”.