[Imprimir]
Miguel Lima, licenciado em Comunicação e Multimédia pela UTAD, tem o seu filme “Luz Clara” nomeado para os Prémios SOPHIA da Academia Portuguesa de Cinema, na categoria “Melhor Curta-Metragem Documentário”.
A cerimónia da entrega dos Prémios Sophia decorre no dia 2 de abril, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, com transmissão em direto na RTP2.
Os nomeados para o Prémio SOPHIA 2015 para a melhor curta-metragem documental são: “À Beira Da Europa” de Bernardo Cabral, “Le Boudin” de Salomé Lamas, “O Meu Outro País” de Solveig Nordlund e “Luz Clara” de Miguel Lima e Vasco Vieira.
“Luz Clara” estreou em julho último na competição do Festival de Cinema AVANCA 2014. O documentário dá a conhecer a história inspiradora do fotógrafo José Cruz, que com 20 anos de carreira, decidiu mudar de vida e dedicar-se a tempo inteiro à fotografia de recém-nascidos. O sucesso das suas imagens deram-lhe o prémio “MQEP pela European Federation of Photographers (2012)”, entre outras distinções. Um percurso que se traduz numa história envolvente de imagens que respiram amor.
Miguel Lima, que foi Presidente do Núcleo de Estudantes de Comunicação e Multimédia da UTAD, entre 2008 e 2009, trabalha agora na indústria audiovisual em Londres.
Os prémios Sophia foram lançados em 2012, para distinguir os profissionais do cinema nacional pelos próprios pares, e incluem cerca de duas dezenas de categorias. A Academia Portuguesa de Cinema foi fundada em 2011 e é a entidade que em Portugal nomeia, entre outros, o candidato português ao OSCAR do melhor filme estrangeiro.
Mais informação sobre os nomeados em http://academiadecinema.com/pt/sophia/2015/nomeados.html