Foto: Estudantes de Comunicação e Multimédia da UTAD estão nomeados para os Prémios Sophia Estudante
[Imprimir]

A UTAD e o Município de Vila Real organizaram, de 18 a 20 de março, o RIOS – Festival Internacional de Cinema Documental e Transmedia, um evento já em terceira edição, agora com o Rio Minho como protagonista. O sucesso do Festival estava à partida assegurado pela imensa adesão que teve: foram recebidos 270 filmes, de realizadores de 40 países, e destes, 34 foram selecionados de países como Espanha, França, Itália, Portugal, Brasil, Colômbia, Chile, Alemanha, Estados Unidos.

A gala de entrega de prémios teve no dia 21 de março, no Teatro de Vila Real. O júri, composto por António Delgado Liz, Nora Sola Fernandez, Russell Porter, António Costa Valente, Manuel Fernando Costa e Silva, Rita Capucho e Beatriz Legeren, decidiu outorgar os seguintes prémios:

COMPETIÇÃO OLHARES E ENQUADRAMENTOS

ASOLAGADOS, de David Vasquez (Espanha)

COMPETIÇÃO MEMÓRIAS, GESTOS E ESPAÇOS

WALLS, de Miguel Lopez Beraza (Espanha)

COMPETIÇÃO NADAR CONTRA A CORRENTE

AL ESCUCHAR EL VIENTO, de Alfonso Palazón (Espanha)

COMPETIÇÃO DOCUMENTAL UNIVERSITÁRIO

TANT PIS, de Bruna Rodrigues (École des Métiers du Cinéma et de la Télévision –  EICAR – Paris, França)

MENÇÕES HONROSAS
SEXO SEM IDADE, de Lardyanne Pimentel, Ana Catarina Caldas, Pedro Pintalhão, Ariana Caldeira, Kátia Ferreira (Portugal)

OS RIOS NÃO PARAM, de Ana Pinto, Fábio Carneiro, João Alves (ECT-CM, Portugal)

GRANDE PRÉMIO DO FESTIVAL – DOURO
GABOR, de Sebastián Alfie (Espanha)