[Imprimir]
 
Com o apoio da Câmara Municipal de Vila Real, foi inaugurada a 13 de março, a exposição “PHOTO VITIS– A VIDA DAS VINHAS DO DOURO”, que estará patente no Centro de Ciência de Vila Real.
A exposição reúne 83 imagens fotográficas das paisagens, fauna, flora e cogumelos e que ilustram a profusão de formas de vida existente nas vinhas do Douro. Estas fotografias foram captadas pela lente de 17 autores e produzidas no decorrer dos trabalhos do Projeto EcoVitis. Este projeto procurou contribuir para a promoção das excecionais caraterísticas da paisagem e estrutura fundiária da região demarcada do Douro, através do desenvolvimento e aplicação de medidas de gestão ambiental que fomentem a sustentabilidade da produção vitivinícola.
O projeto EcoVitis é uma parceria entre a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, com coordenação de Laura Monteiro Torres, docente e investigadora do CITAB – Centro de Investigação e de Tecnologias Agroambientais e Biológicas, a Real Companhia Velha, a Associação para o Desenvolvimento da Viticultura Duriense, e a Sogevinus Quintas S.A.
Durante a abertura da PHOTO VITIS foi lançado o catálogo ilustrado da exposição, que conta com a participação da artista plástica, e docente da UTAD, Ângela Cardoso e foram projetados dois vídeos, um dos quais relacionado com o projeto EcoVitis, e o outro com a flora duriense.
O projeto EcoVitis foi concretizado em seis quintas (Aciprestes, Carvalhas, Casal da Granja e Cidrô – da Real Companhia Velha, e Arnozêlo e São Luiz – da Sogevinus Quintas S.A.), entre 2011 e 2014 com objetivo de desenvolver um modelo de gestão do ecossistema vitícola, capaz de combinar a produção de vinhos de reconhecida qualidade, de forma sustentável, com a provisão de conjunto de serviços que beneficiam o ambiente e a sociedade em geral, designadamente a conservação do solo, da água e da biodiversidade, e a valorização das características de excelência da paisagem da região duriense.
Ao longo do projeto, uma vasta equipa multidisciplinar teve oportunidade de descrever diversos aspetos da paisagem, fauna e flora da região. A riqueza biológica correspondente foi determinante para ilustrar a profusão de formas de vida existente nas vinhas do Douro, um património natural para muitos ainda praticamente desconhecido, e que em grande parte tem sido descurado e objeto de uma gestão essencialmente extrativa.
Este trabalho produziu um vasto e interessante espólio fotográfico, que extravasa simples objetivos técnicos e científicos, inspirando a proposta inovadora de mostrar e partilhar com o público alguns dos resultados obtidos no Projeto EcoVitis. Deste modo, pretende-se contribuir para a consciencialização pública sobre a diversidade biológica das Quintas do Douro vinhateiro. 
 “PHOTO VITIS – A VIDA DAS VINHAS DO DOURO” estará patente no Centro de Ciência Viva até 10 de Abril, todos dos dias úteis entre as 9:00 e 12:30 e 14:00 às 17:30 horas. A entrada é livre e destina-se a todos os públicos.