[Imprimir]
Aurora Monzon docente do Departamento de Ciências Florestais e Arquitetura Paisagista da UTAD e investigadora do CITAB, recebeu o prémio “Conservação da Natureza”, atribuído pelo Safari Club Internacional (SCI) pelo trabalho desenvolvido para o estudo do Corço na Serra de Bornes. O prémio foi entregue no passado dia 9 de maio, em Santarém, na Convenção Anual da SCI. 
 
O trabalho está a ser desenvolvido na zona de caça da Associação de Caçadores de Grijó e Vilar do Monte (ACGVM), que também recebeu este prémio, pelo trabalho conjunto na investigação e monotorização desta espécie.
O objetivo é sensibilizar os caçadores da região para a exploração sustentável do Corço. Neste  momento estão a decorrer censos com o objetivo de  averiguar a quantidade de corsos em estado selvagem.
No cercado propriedade da ACGVM destinado à reprodução em cativeiro, existem atualmente “15 animais e um número ainda não preciso de crias”. Este funciona como “laboratório natural” que permite a investigação e formação de investigadores e alunos.