[Imprimir]

 
Medicina, Engenharia, Ciências, Economia, Farmácia, Letras, Psicologia e Desporto foram as faculdades representadas. Ao todo, quase 40 Rufinas que, em comum, têm o facto de terem residido, por volta de 1985, na Residência Universitária Feminina (RUF) no Porto. A RUF era, na época, a única residência universitária do Porto, para meninas.
Realizado a 20 de junho na UTAD, local escolhido para iniciar este encontro de Rufinas, que vieram de norte, centro e sul e também dos Açores, aqui visitaram o Jardim Botânico da UTAD e o Museu de Geologia Fernando Real.
Este encontro, organizado por três antigas Rufinas que atualmente residem em Vila Real, continuou com um almoço na Quinta de Santo António e com uma visita guiada a esta cidade, da qual levaram como recordação uma miniatura de loiça de Barro Preto de Bisalhães.
“Que belos tempos passados na RUF, quentinha e acolhedora, com as salas de estudo em cada andar, sempre ocupadas sobretudo com as futuras médicas. Existia um bar no salão de convívio e a salinha branca, para festas, únicos espaços a que os homens tinham acesso. Num dos cantos do salão de convívio lá estavam as meninas do “King”, sempre a jogar cartas”, recorda Elisa Preto Gomes, docente da UTAD e uma das Rufinas que organizou este encontro onde foram recordadas estas e muitas outras histórias …