[Imprimir]
Realizou-se a 16 de junho, na Universidade de Oviedo, a V Conferência de Reitores das Universidades da Macro Região Sudoeste da Europa (CRUSOE). Nesta conferência foi ratificado o protocolo de funcionamento interno da rede e eleita a nova Comissão Diretiva, que será presidida por Salustiano Mato, reitor da Universidade de Vigo e a vice-presidência será exercida pelo reitor da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), António Fontainhas Fernandes. 
Esta nova Comissão tem como missão apresentar um projeto institucional centrado na criação de uma multiplataforma e de uma unidade técnica para a dinamização da rede CRUSOE, bem como um projeto para estender o programa IACOBUS, o qual permite maior mobilidade entre estudantes e professores da macrorregião.
A conferência de reitores da região do Sudoeste Europeu inclui 22 instituições de ensino superior das regiões Norte e Centro de Portugal e da Galiza, Castilha e Leon e das Astúrias de Espanha. Trata-se de uma rede de instituição de uma macrorregião, i.e. de regiões administrativas de diferentes Estados com assuntos em comum, suficientes para justificar uma formulação estratégica única. A macrorregião do sudoeste da Europa representa 31% da extensão de Península Ibérica e 4,3% da extensão EU. Em termos de população, envolve 22% da população da Península Ibérica e 2,4% da população EU.
Esta rede destina-se a fomentar a coesão económica, social e territorial com base em recursos partilhados e interesses comuns, uma estratégia de cooperação inovadora, uma maior presença e protagonismo com a Europa, atendendo ao carácter periférico. Esta estratégia não envolve estruturas administrativas nem custos administrativos adicionais, constituindo uma fórmula aberta à participação de instituições e agentes económicos e sociais. Os eixos prioritários de atuação da rede centram-se nos transportes e logística, na competitividade industrial e na investigação e excelência no ensino superior, sem prejuízo de outras áreas de cooperação como o ambiente, a cultura e turismo e o emprego.