[Imprimir]

 

No regresso de Vila Real ao roteiro dos grandes eventos desportivos automobilísticos internacionais, a UTAD apoiou o WTCC desde o primeiro momento, recebeu calorosamente turistas e pilotos, e deu o seu nome a uma árvore. 
 
Conhecida pelo seu circuito internacional, que outrora movimentava os amantes do desporto automóvel, a cidade voltou a integrar a agenda internacional transformando-se na capital da velocidade, da competição e do espetáculo com o Campeonato do Mundo de Carros de Turismo (WTCC). Diversão e entretenimento, aliados à velocidade e ao espetáculo, fizeram de Vila Real durante 3 dias um local único, que ficou, certamente, na história desta competição e de todos os que nela participaram.
A UTAD marcou presença nesta iniciativa com a atribuição do seu nome, por parte da organização do evento e de forma graciosa, a uma das bancadas melhor situadas junto à grelha de partida e também pela colocação ao longo do circuito de telas identificativas da nossa instituição.
Mas a nossa presença ficou também pautada pela colaboração de uma equipa de seis estudantes da UTAD que, voluntariamente, distribuíram brindes e informação sobre a oferta educativa da UTAD junto de visitantes, equipas, pilotos e comunicação social que circularam junto dos paddoks e da bancada denominada UTAD.
Jardim B​otânico ganha padrinhos da velocidade 
Três dias antes das corridas, durante o programa social do WTCC, os pilotos deslocaram-se ao campus da UTAD para apadrinharem o Jardim Botânico. O momento simbólico foi materializado num Carvalho Americano, situado junto ao edifício da Reitoria, que passou a ter referência ao evento através de uma placa com etiqueta visual QRCode (códigos visuais) sendo a única, até agora, a ter um grupo de padrinhos internacional e muito veloz.
A Academia e todos os que se quiseram testemunhar a iniciativa receberam calorosamente o grupo de pilotos, os quais responderam de forma igual ao público presente. A cerimónia contou com a presença de Rui Santos em representação do Município de Vila Real, de Artur Cristóvão, em representação da UTAD e em representação de todos dos Pilotos do WTCC, Tiago Monteiro, o único representante português no grupo.
Tiago monteiro agradeceu em nome dos pilotos a distinção e afirmou que “já fizemos muita coisa, mas nunca tínhamos apadrinhado uma árvore”.
Um momento muito especial para o UTAD, para a Cidade de Vila Real, mas sobretudo para o Jardim Botânico que, à semelhança dos Grupos GNR e Xutos e Pontapés, agora tem um grupo padrinhos na coleção temática “As idades do Homem”, que irão contribuir para a divulgar, e colaborar na preservação e engrandecimento deste “Museu Vivo”.
O Jardim Botânico da UTAD é, atualmente, um dos maiores jardins botânicos da Europa, onde podem ser observadas espécies vegetais vindas dos quatro cantos do mundo. O centro interpretativo alberga o herbário, que contém uma coleção de 2.250 espécies diferentes oriundas da Península Ibérica, Norte de África e Europa Central.
Reconhecido internacionalmente a 27 de Maio de 1988, este Jardim tem cerca de 140 hectares e oferece um espaço aberto onde o visitante pode descobrir “os segredos de uma natureza próxima ou muito distante”, sem o carácter enclausurado, próprio dos museus tradicionais, sendo um ponto de visita obrigatório na passagem por Vila Real!