[Imprimir]
 Uma árvore com mais de 500 anos está a ser alvo de um projeto de requalificação pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), no qual colaboram a Universidade do Algarve (UAlg), o Instituto para a Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e técnicos da Câmara Municipal de Freixo de Espada à Cinta (FEC). Trata-se do Freixo secular junto à torre heptagonal de FEC que está representado no “Livro das Fortalezas” desenhado entre 1509 e 1510 a mando de D. Manuel I.
O Rei ordenou a Duarte d’Armas, seu escudeiro, que registasse o estado das fortalezas que assinalavam e garantiam a defesa da soberania portuguesa junto da raia de Castela. Ao fazer a representação do castelo de FEC, o Debuxador do reino desenhou também o Freixo que se encontra junto à torre, arrolando assim a sua existência.
Passados 500 anos a árvore, conhecida atualmente por Freixo Duarte d’Armas, está a ser objeto de um trabalho conjunto de recuperação, onde a condição e estrutura foram já melhoradas por processos cirúrgicos e técnicas para estabilização do tronco e copa. Igualmente, foram realizadas pesquisas da história, arqueologia, botânica, fisiologia, fitossanidade, sequestro de carbono e métodos de propagação, processos onde foram usados instrumentos de alta tecnologia para recolha de imagens como drones e microscopia eletrónica.
A fim de dar a conhecer os trabalhos realizados e os estudos conduzidos, vai realizar-se a 31 de outubro, pelas 14h30, no auditório Municipal da Câmara Municipal de Freixo de Espada à Cinta um evento, em formato de mesa redonda, com o tema “Uma tarde com o Freixo” que pretende ser um debate aberto a todos e que será moderado pelo jornalista da TSF, Fernando Alves.
O evento acontece durante o fim-de-semana gastronómico “Sopas e Merendas”, certame que pretende divulgar a gastronomia local.
Programa [VER​]
Para mais informação contatar:
Rosa Rebelo | Assessoria de Comunicação | UTAD
259 350 160 | 932 148 809 | rorebelo@utad.pt