[Imprimir]

A Associação Académica da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro realizou esta terça-feira a IV Gala do Desporto Universitário, que visou agradecer e gratificar todos os elementos que fazem parte da equipa desportiva da AAUTAD.

Substanciando que todos os elementos das secções desportivas foram valorizados pelo trabalho desenvolvido ao longo do último ano, a AAUTAD entregou seis prémios que distinguiram, nomeadamente, a melhor modalidade, o melhor treinador, o melhor atleta masculino e a melhor atleta feminina, tendo entregado ainda o prémio de mérito desportivo e o galardão prestígio.

A nível de modalidade, a equipa galardoada foi a de futebol de sete, que este ano se sagrou campeã nacional universitária, no campeonato organizado pela Federação Académica do Desporto Universitário (F.A.D.U.). Esta modalidade conseguiu também eleger o melhor atleta masculino do ano, o aluno Pedro Martins.

A nível de treinador, Paulo Azevedo, técnico da equipa de karaté, levou o galardão para casa, uma vez que conseguiu colocar duas atletas da AAUTAD no Campeonato Europeu Universitário da modalidade, que decorreu em Zabljak, Montenegro.

E foi precisamente uma dessas atletas, Ana Abreu, que foi consagrada como a melhor atleta feminina do ano, por ter alcançado a medalha de bronze na categoria de kumité, -50kg, naquela competição europeia.

O galardão para o mérito desportivo foi entregue a João Ribeiro, que foi vice-presidente da F.A.D.U. e também já foi dirigente da AAUTAD, entre outros tantos cargos de um currículo extenso que se distingue pela dedicação ao desporto universitário.

Por fim, a AAUTAD entregou o galardão prestígio ao reitor da academia transmontana, António Fontainhas Fernandes, pelo “contributo dado no âmbito do desenvolvimento do desporto universitário na sua vertente competitiva e formal”.

André Coelho, presidente da direção da AAUTAD, explica o destaque dado ao reitor da UTAD, pela assinatura de um contrato-programa, que envolve também os Serviços Sociais da UTAD, e que “vai permitir o financiamento direto do desporto universitário, a nível das competições formais nacionais e internacionais, possibilitando um maior apoio desportivo e organizativo aos atletas, que assim poderão alcançar melhores resultados desportivos”.

A AAUTAD pretende continuar a apostar na vertente mais competitiva do desporto universitário, confiando que “com o apoio de que agora dispõe, as secções desportivas desta associação vão ganhar cada vez mais destaque a nível do desporto universitário nacional e internacional”.