[Imprimir]
Teve inicio a 20 de Novembro a campanha de sensibilização “Descobrir o Radão”, focada nas consequências de concentrações elevadas deste gás no interior dos edifícios e nas soluções de correção, geralmente denominadas por técnicas de mitigação de radão. 
 
Esta campanha, a realizar no Concelho de Boticas, nasceu da iniciativa da Associação Ambiental Celtiberus que mais tarde resultou num protocolo entre a Associação Ambiental Celtiberus, a Câmara Municipal de Boticas, a empresa LusoRadon e a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro.
“Trata-se de uma ação inédita na região, que vai explorar a problemática do radão, formas de prevenção e as soluções, um tema que na Europa ganha cada vez mais importância, com centenas de milhares de edifícios já alvo de medição e mitigação de radão, mas ainda desconhecido da maior parte dos portugueses”.
No primeiro dia da campanha realizou-se, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Boticas, uma sessão de esclarecimento orientada pela Professora Elisa Preto Gomes da UTAD, que versou sobre o tema da radioatividade natural, o que é o radão, principais condicionalismos geológicos face à existência de diversos tipos de granitos, metassedimentos e estruturas geológicas do Norte de Portugal, o radão em Portugal – legislação e estratégias de minimização de risco.
Segundo o Município de Boticas, nas próximas duas semanas serão “disponibilizados aos habitantes do Concelho de Boticas, 100 medições de radão, ao preço simbólico de 10€ cada, fruto da comparticipação da Câmara Municipal de Boticas e da empresa LusoRadon. Elementos da AACeltiberus irão pelas várias freguesias do concelho com o intuito de sensibilizar para a importância da medição do radão, bem como colaborar na distribuição dos medidores de radão pelos interessados”.
Enquadrado nesta campanha, a doutoranda Lisa Martins, da UTAD, irá ainda realizar um trabalho de campo na avaliação dos solos e rochas graníticas do Concelho de Boticas, que permitirá aferir sobre as zonas do Concelho de Boticas com um maior potencial de radão.
“No final desta campanha de sensibilização prevista para Fevereiro/Março de 2016, haverá nova sessão de esclarecimento com a apresentação dos resultados gerais da campanha de medição de radão nos edifícios do concelho e medições de campo. Se existirem edifícios com valores de radão acima do recomendado, a empresa Lusoradon vai ainda oferecer, caso os donos estejam interessados, um estudo prognóstico das medidas de correção mais eficazes a implementar”.