Foto: Rede de Investigação e Intervenção do Serviço Social na Educação/Escolas
[Imprimir]
Os estudantes da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) vão  dispor brevemente de uma sala de estudo que estará aberta vinte e quatro horas por dia. Esta era uma meta da Associação Académica da UTAD, que após um longo processo de negociações com a reitoria da UTAD e os Serviços de Ação Social da UTAD foi agora alcançada. 
 
André Coelho, presidente da direção da AAUTAD, lembra que para além de ser uma bandeira desta direção, a abertura de uma sala de estudos com estas caraterísticas era uma “reivindicação antiga” dos estudantes da academia transmontana.
“Há muito que os alunos da UTAD pediam uma sala da qual pudessem usufruir sem imposição de horários, podendo assim dedicar-se ao estudo o tempo que entendam ser necessário. Até à data não tinha sido possível reunir os consensos necessários para concretizar este projeto, mas finalmente esta direção conseguiu fazê-lo”, explicou o dirigente, rematando: “uma universidade que se quer posicionar no topo, tem de contemplar um espaço deste género para os seus alunos”.
A antiga biblioteca do edifício do CIFOP revelou-se o local ideal para albergar a sala de estudo e será agora alvo de reparações para que possa mais tarde ser equipada com o material adequado e necessário.
“A sala tem dois pisos, não é propriamente pequena, portanto o grosso da despesa será a nível do equipamento, uma vez que para além de mesas, cadeiras e demais mobiliário, queremos também instalar material informático, para que todos os alunos tenham acesso a computador”, conta André Coelho.
Para que tal se torne possível, assim como à restante acomodação do espaço diz respeito, a AAUTAD conta com o imprescindível apoio da Reitoria e Serviços de Ação Social da UTAD.
Para já, não está definida uma data de abertura, mas prevê-se que seja até ao final deste ano letivo.
Fonte: AAUTAD