Foto: UTAD consolida situação de equilibro orçamental e aposta na investigação
[Imprimir]
Várias candidaturas submetidas pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) a diferentes domínios do Programa Portugal 2020 foram recentemente aprovadas, num valor global de cerca de três milhões e meio de euros. As candidaturas abrangem várias áreas e foram submetidas em parceria com diversas instituições públicas e privadas. 



Uma das áreas que obteve maior número de projetos aprovados é da Modernização Administrativa, que irá permitir a racionalização dos serviços de dados e voz em tecnologias IP (VOIP), reduzir a complexidade, custos de gestão e melhorar a qualidade e eficiência dos serviços; a implementação de soluções de segurança e gestão de identidades digitais alinhadas com a estratégia do ecocampus; e o melhoramento da gestão operacional da ação social.



Ainda nesta área, outro dos projetos prevê a criação de um ecossistema tecnológico com o envolvimento das Universidades do Porto, Aveiro, Católica e Instituto Politécnico do Porto, direcionado para a racionalização e redução de custos das TIC – Tecnologias de Informação e Comunicação. Está ainda previsto um projeto promovido pelo consórcio UNorte.pt, que visa a modernização dos serviços administrativos, a consolidação de recursos adstritos à gestão, preservação da informação e a partilha de práticas e recursos entre as universidades daquele Consórcio.



Também o domínio da co-promoção, parcerias com empresas e outras instituições, obteve aprovação em quatro projetos abrangendo as áreas temáticas da alimentação saudável e sustentável em peixes; técnicas de controlo de amoníaco em instalações avícolas; terapias inovadoras para a regeneração óssea; e plataforma integrada de monitorização e avaliação da flavescência dourada na vinha.



No caso específico da Transferência de Tecnologia, foram aprovados dois projetos. Um relacionado com a Valorização Económica no Sector Agroalimentar, em parceria com a Universidade Católica, que visa a valorização da investigação desenvolvida por  atores da região, promovendo a inovação e o valor na cadeia produtiva; e um outro, em parceria com a Universidade do Porto, que visa o apoio a empresas em atividades de inovação e criação de valor.



Relativamente à Promoção do Espírito Empresarial, foi aprovado um projeto que envolve a CIM do Alto Minho, a ADRIL, a ADRIMINHO, a INCUBO, o IPVC, o IPB, Associações de Desenvolvimento Local, entre outras instituições, centrado na problemática do esvaziamento das áreas rurais, associada à diminuição da população, baixos níveis de escolaridade e predominância de mão-de-obra pouco qualificada. Tem ainda em consideração a manutenção da agricultura, enquanto sector de relevância económica e social, com uma vasta diversidade e reconhecida qualidade de produtos locais, bem como a diversificação da economia rural. Este projeto terá a duração de 24 meses.



A aprovação destas candidaturas vem apoiar a melhoria da eficiência e eficácia da UTAD, enquanto organização, e melhorar significativamente a capacidade de intervenção da Universidade, enquanto agente promotor da ciência e do desenvolvimento, articulado em rede com outros agentes regionais.



Elencagem de projetos:



Modernização Administrativa:


    • Unificação e Racionalização VOIP e VDI @UTAD (163 200,00€);


    • Gestão de Informação e Segurança de TI (146 371,83€);


    • Excelência da Gestão Operacional na Ação Social da UNorte.pt (543 924,06€ – financiamento dos SASUTAD: 292 728,56€);


    • Instituições de Ensino Superior em Rede (440 000,40 €);


  • U.Norte Gateway (934 607,20€);
Projetos em Co-promoção:


  • Alimentação saudável e sustentável em peixes (61.268€);
  • técnicas de controlo de amoníaco em instalações avícolas (200.952€); 
  • terapias inovadoras para a regeneração óssea (149.928€);
  • plataforma integrada de monitorização e avaliação da flavescência dourada na vinha (245.375€).


Transferência de Tecnologia:


    • Transferência Tecnologia e Valorização Económica no Sector Agroalimentar (320.373€);

 

  • U.NORTE INOVA (374.253€);


Promoção do Espírito Empresarial: 


  • Empreendedorismo no Meio Rural na Região Norte (EMER-N).

 

Cofinanciamento dos projetos:​