Foto: Bento da Cruz
[Imprimir]
A UTAD, através do grupo de Ciências da Cultura, e a Câmara Municipal de Montalegre promoveram uma homenagem, a 20 de fevereiro, ao escritor barrosão Bento da Cruz, falecido em Agosto passado.
 
Entre várias ações, foi apresentado publicamente, no Salão Nobre do município de Montalegre, o livro In Memoriam – Bento da Cruz, com coordenação e edição de Orquídea Ribeiro, Fernando Moreira e Joana Abreu, onde se registam testemunhos de personalidades da vida literária e política que privaram com o escritor.
Foi também inaugurada, na sede do Ecomuseu de Barroso (junto ao castelo), uma exposição intitulada “Viva Barroso” sobre a vida e obra de Bento da Cruz, organizada no âmbito de um protocolo de cooperação entre o Município de Montalegre e a UTAD, através dos ciclos de estudos em Ciências da Cultura.
Bento da Cruz, natural de Peireses, concelho de Montalegre, deixou uma obra literária notável, da qual se destacam títulos como “O lobo guerrilheiro”, “Planalto em chamas”, “Filhas de Loth”, “O Retábulo das virgens loucas”, “A Fárria”, “A Lenda de Hiran e Belkiss” e “Contos de Gostofrio”, entre outros. Grande parte da sua obra tem vindo a ser reeditada pela Âncora Editora.