Foto: Recuperação de Animais Selvagens do Hospital Veterinário da UTAD
[Imprimir]
 Devolução à Natureza de melro-preto
A 4 de maio foi devolvido à Natureza um melro-preto (Turdus merula) juvenil no Campus da UTAD. Esta ave tinha sido entregue ao CRAS HVUTAD pelo SEPNA de Vila Real, após ter sido encontrado dentro das instalações de um hipermercado de Vila Real. Após exame físico não se detetou qualquer problema, sendo que o seu processo de recuperação envolveu uma alimentação adequada e treinos de vôo numa câmara exterior. Nesta devolução estiveram presentes alguns funcionários do HVUTAD e alunos de Medicina Veterinária.
Devolução à Natureza cágado-mediterrânico
A 6 de maio foi devolvido à Natureza um cágado-mediterrânico (Mauremys leprosa) na Barragem de Terragido, mesmo junto ao Campus da UTAD. Esta fêmea, possivelmente já com mais de cinco anos de idade, tinha sido encontrada por um automobilista a atravessar a auto-estrada, junto de Macedo de Cavaleiros. Após exame físico concluiu-se que este réptil não apresentava qualquer ferimento ou incapacidade motora, tendo sido de imediato devolvido à Natureza.
Devolução à Natureza de andorinhão pálido
A 12 de maio foi devolvido à Natureza um andorinhão pálido no campus da UTAD, Vila Real. Esta ave foi encontrada no chão por particulares, e entregue no CRAS, estando apenas ligeiramente desidratada. Esta é uma espécie migratória, que se pode encontrar em Portugal entre meados de Março a Outubro, exímia caçadora de insetos. Como as outras espécies de andorinhões, só pousam para nidificar, passando todo o resto da vida em voo.
  
Devolução à Natureza de um ouriço-cacheiro
A 14 de maio decorreu a devolução à Natureza de um ouriço-cacheiro (Erinaceus europaeus) no campus da UTAD, integrada na atividade “MATUTAD”, destinada a alunos do 3º ciclo do Ensino Básico. Este animal foi encontrado órfão e entregue ao CRAS por um particular. Era ainda muito pequeno e encontrava-se hipotérmico e em fraca condição corporal. O seu processo de recuperação incluiu tratamento de suporte e alimentação adequada.
 Devolução à Natureza de uma águia-d’asa-redonda 
A 27 de maio de 2016 foi devolvida à Natureza uma águia-d’asa-redonda (Buteo buteo) na Escola Dr. Bento da Cruz em Montalegre, no âmbito do Aves de Barroso’16. Este encontro, organizado pelo Clube Papaventos, realiza-se anualmente e reúne observadores de aves e apaixonados pela natureza.
Esta ave foi entregue por uma equipa do SEPNA de Vila Real, após ter sido encontrada ferida por um particular. No CRAS verificou-se através de uma radiografia que esta águia apresentava uma fratura de uma das asas que a tornava incapaz de voar. A sua recuperação incluiu tratamento médico e cirúrgico, alimentação e um período de musculação e de caça, em conjunto com outros indivíduos da mesma espécie.
Nesta atividade estiveram presentes alunos e professores da escola, participantes do encontro e também uma equipa do SEPNA de Chaves. Ao todo, marcaram presença cerca de 200 pessoas para assistir a esta devolução.
Parabéns e um agradecimento especial à organização do Aves de Barroso
Veja fotos e vídeos [VER​]​