Foto: HVUTAD
[Imprimir]
Palestra de sensibilização
A 6 de junho o CRAS HVUTAD foi convidado pela Escola EB 2,3/S de Macedo de Cavaleiros para realizar uma pequena palestra de sensibilização, a qual abordou o trabalho desenvolvido pelo centro e algumas espécies de fauna que caracterizam a região de Trás-os-Montes. Esta apresentação destinou-se às turmas do 7º e 8º anos, as quais tiveram oportunidade de conhecer melhor várias espécies existentes no nordeste transmontano e também o que fazer no caso de encontrarem um animal selvagem ferido, comemorando da melhor maneira o Dia do Ambiente.
Devolução à Natureza de ouriço-cacheiro
A 9 de junho de 2016, foi devolvido à natureza um ouriço-cacheiro (Erinaceus europaeus) no Observatório de Quintã, no vale da Campeã. Esta devolução fez parte de uma série de atividades ao ar livre, organizadas pelo Centro de Ciência Viva de Vila Real, as quais se destinavam aos alunos da Escola Básica de Arrabães e respetivos professores e pais.
Este ouriço tinha sido encontrado bastante debilitado e entregue de imediato ao CRAS por uma particular. Encontrava-se hipotérmico e com uma condição corporal deteriorada. O seu processo de recuperação incluiu tratamento de suporte e alimentação adequada.
Veja fotos e vídeos [VER​]
Devolução de patos-reais
 
A 15 de junho foram devolvidos à Natureza três patos-reais (Anas platyrhynchos) num ribeiro em Peso da Régua. Estas três aves deram entrada no CRAS HVUTAD ainda crias, após terem sido encontradas por um particular que as entregou de imediato ao SEPNA de Peso da Régua. Após exame físico não se detetou qualquer problema com as três crias, sendo que o seu processo de recuperação envolveu uma alimentação adequada e aquisição da capacidade de vôo numa câmara exterior. Nesta devolução estiveram presentes alguns particulares, entre os quais o senhor que os tinha encontrado, e ainda uma equipa do SEPNA de Peso da Régua.
Veja fotos e vídeos [VER​]​
Devolução à Natureza de Falcão-peregrino
A 22 de junho foi devolvido à natureza um falcão-peregrino (Falco peregrinus) na Quinta dos Canais, quinta pertencente à família Symington. Assim que possível disponibilizaremos aqui algumas fotografias deste grande momento.O CRAS HVUTAD deixa aqui um agradecimento especial à Família Symington, ao Parque Biológico de Gaia e ao CERVAS, entidades diretamente envolvidas na recuperação deste falcão-peregrino.
Esta devolução foi objeto de reportagem pelo Porto Canal [VER​]
Devolução à Natureza de uma coruja-do-mato 
A 27 de junho, foi devolvida à Natureza uma coruja-do-mato (Strix aluco) em Palaçoulo, Miranda do Douro. Esta ave deu entrada no CRAS HVUTAD por intermédio dos Vigilantes da Natureza do Parque Natural do Douro Internacional, após ter sido encontrada por um particular pousada numa estrada da mesma localidade. Após exame clínico detetaram-se algumas lesões oculares reversíveis, muito provavelmente em resultado de uma colisão com uma viatura. O  seu processo de recuperação incluiu a resolução dessas lesões oftalmológicas e um período de treino de voo e de caça num túnel exterior.
Nesta devolução marcaram presença alguns particulares, incluindo o senhor que tinha encontrado a coruja, e ainda uma equipa do SEPNA de Miranda do Douro.
Devolução à natureza de uma coruja-do-mato 
A 29 de junho, foi devolvida à Natureza uma coruja-do-mato (Strix aluco) em Vilarinho dos Freires, Peso da Régua, e contou com a presença dos funcionários e utentes da Casa do Povo da mesma localidade.
Esta ave chegou até ao CRAS HVUTAD através de SEPNA do Peso da Régua, ainda cria, após ter sido encontrada junto de uma estrada por um particular. Após exame físico não foi detectado qualquer problema com a coruja, sendo que o seu processo de recuperação envolveu uma alimentação adequada e treino de vôo e de caça num túnel exterior, juntamente com outros indivíduos da mesma.
Socorro de crias de rabirruivo-preto
No mesmo dia, 29 de junho, o CRAS HVUTAD deslocou-se a Andrães a pedido de um particular, que tinha encontrado no chão três crias de rabirruivo-preto (Phoenicurus ochruros) apenas com alguns dias de idade. Após deteção do ninho verificou-se que este não se encontrava nas melhores condições pelo que decidimos deixar as pequenas aves numa caixa de cartão, de maneira a que não voltassem a cair tão cedo. Felizmente o pai continuou por perto durante a nossa presença e foi logo visitar os filhos no seu novo “ninho”.
Devolução  à natureza de sapo-comum
Foi devolvido à natureza um sapo-comum, no passado dia 20 de Junho. Este animal deu entrada no CRAS após ter sido encontrado numa zona urbana com elevado risco de atropelamento. Após exame físico, visto estar tudo bem com ele, foi devolvido a natureza num habitat mais favorável.
Devolução à Natureza de melro-preto e de pega-rabuda
A 30 de Junho de 2016 foram devolvidos à Natureza um melro-preto (Turdus merula) e uma pega-rabuda (Pica pica) em Mouçós, Vila Real.
A fêmea de melro-preto foi atacada por um animal doméstico e escapou, tendo ficado apenas sem as penas de voo da cauda. Foi entregue ao CRAS pelo SEPNA de Vila Real. Esteve numa câmara de voo no exterior até crescerem as penas novamente.
A pega-rabuda foi entregue pelo SEPNA de Lamego, ainda cria. O seu processo de recuperação consistiu em alimentação adequada e treino de voo e procura de alimento no exterior.
Outras fotos e vídeos [VER​]​