Foto: noticias
[Imprimir]
Foi recentemente criada a Aliança Contra a Fome e Má Nutrição Portugal, uma associação sem fins lucrativos que tem por fim constituir-se como uma plataforma de diálogo e reflexão visando contribuir para a erradicação da fome e da insegurança alimentar, promovendo a sustentabilidade do sistema alimentar, a produção de alimentos saudáveis e seguros e o combate ao desperdício alimentar.
Entre os membros fundadores contam-se instituições como a Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares, a Confederação Nacional de Instituições de Solidariedade, a União das Misericórdias Portuguesas, a Direção Geral de Saúde, o Gabinete de Planeamento e Políticas do Ministério da Agricultura, o Instituto Superior de Agronomia e a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro.
Os órgãos sociais provisórios foram apresentados no ato de assinatura da escritura, sendo a direção presidida por Alda Fernandes, e a Mesa da Assembleia Geral presidida por Isabel Jonet, em representação da Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares, tendo como Vice Presidente a UTAD, representada pelo Vice Reitor Artur Cristóvão.
A criação da Aliança insere-se num projeto mais vasto, estabelecido em 2003 no âmbito da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), que tem como objetivos principais a erradicação da pobreza e da fome e a promoção de uma parceria mundial para o desenvolvimento. A Aliança incluirá, nas suas atividades, a colaboração e cooperação com países terceiros, tanto a nível nacional como regional, nomeadamente através da troca de informações sobre boas práticas.