Foto: UTAD reforça investigação com cinco novos projetos em parceria
[Imprimir]
A Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) viu recentemente aprovados cinco novos projetos de Investigação Cientifica e Desenvolvimento Tecnológico, num valor global de cerca de 12 milhões de euros, através do Programa “Norte2020”, a implementar nos próximos três anos. Estes projetos abrangem áreas como a economia, recursos agroalimentares, desporto, saúde, micro e nano tecnologias e turismo, e foram submetidos em parceria com instituições públicas e privadas.
“Trata-se de um conjunto de projetos estruturantes  que, pela sua dimensão, irão mobilizar um conjunto vasto de recursos humanos internos e contratados, sendo por isso uma grande oportunidade para alavancar a investigação da UTAD e para a sua afirmação no âmbito regional, nacional e internacional”, afirmou o reitor da UTAD, Fontainhas Fernandes.
Os cinco projetos,  com natureza dominantemente multidisciplinar e integrada, têm o seguinte perfil:
O Projeto INTERACT (Integrative Research in Environment, Agro-Chains and Technology) vai debruçar-se sobre as oportunidades e o potencial produtivo com base na economia local e regional, particularmente no domínio dos recursos agroalimentares assentes na produção de carne e leite, vegetais, frutas, azeitonas, nozes, vinho, floresta e flora nativa e plantas medicinais. Trata-se de uma abordagem integrada que visa implementar práticas de gestão que promovam o uso sustentável dos recursos existentes e aumentar a produção e a qualidade de produtos das principais culturas na região Norte, acrescentando-lhes valor. Envolve 70 investigadores da UTAD e vai proporcionar cerca de 40 ofertas de emprego científico.
O projeto Deus ex Machina (Symbiotic Technology for Societal Efficiency Gains: Deus ex Machina) propõe-se encontrar respostas para enfrentar os desafios societais e criar uma relação simbiótica dos seres humanos com a tecnologia para obter ganhos de eficiência em diversas áreas e alvos específicos. Coordenado pela Associação Fraunhofer Portugal Research, tem como parceiros a UTAD e as Universidades do Porto e Minho. Na UTAD estão envolvidos investigadores do Centro de Investigação em Desporto, Saúde e Desenvolvimento Humano (CIDESD), que vão monitorizar a atividade física em bombeiros e a atividade física e desportiva em crianças e jovens; e do Centro de Investigação e de Tecnologias Agroambientais e Biológicas (CITAB), que vão desenvolver aplicações tecnológicas para agricultura que permitam também a disponibilização adequada da informação.
O Projeto NanoSTIMA (Macro-to-Nano Human Sensing – Towards Integrated Multimodal Health Monitoring and Analytics), é coordenado pelo INESC TEC – Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência, com participação do Instituto de Telecomunicações, da UTAD, através do CIDESD, e da Universidade do Porto. Tem como objetivo explorar o desenvolvimento e a utilização de micro e nano tecnologias no processo de monitorização de parâmetros de saúde e bem-estar da população e envolve investigadores em ciências do desporto e em engenharias, que desenvolverão um programa inovador para enquadramento do processo de monitorização da atividade física e de programas de exercício físico em diferentes contextos.
O projeto Dourotur (Tourism and Technological Innovation in the Douro) pretende aumentar o conhecimento sobre a oferta e procura de produtos e de serviços turísticos do Douro, avaliar as estratégias de comunicação e definir prioridades para o marketing digital. Está estruturado em quatro linhas: análise da oferta; estudo da imagem; conhecimento da procura e impactos; e desenvolvimento de ferramentas de marketing digital para suporte ao crescimento de um turismo responsável e sustentável. O projeto tem como proponente o Centro de Estudos Transdisciplinares para o Desenvolvimento da UTAD, implicará um conjunto de cerca de 20 investigadores integrados e irá contratar 9 bolseiros.
A Plataforma de Inovação da Vinha e do Vinho é um projeto multidisciplinar que envolve investigadores de diferentes especialidades (climatologia, solos, ecologia, viticultura, fisiologia, microbiologia, enologia, engenharia e economia) e contemplará as questões do solo e clima, viticultura, enologia e competitividade. A investigação será articulada com as necessidades do sector vitivinícola, estando prevista uma Comissão de Acompanhamento exterior à Universidade. Este projeto irá permitir a contratação de 36 investigadores, reforçando as competências da UTAD na área da vinha e do vinho e projetando-as a nível internacional.
Financiamento:
Para mais informações contactar:
Rosa Rebelo | Assessoria de Comunicação | UTAD
259 350 160 | 932 148 809 | rorebelo@utad.pt