Devolução à Natureza de uma coruja-das-torres

A 8 de setembro foi devolvida à Natureza uma coruja-das-torres (Tyto alba) em Jou, aldeia pertencente ao concelho de Murça.

Esta ave deu entrada no CRAS HVUTAD ainda cria, encaminhada pelo SEPNA de Vila Real, após ter sido encontrada por particulares em Jou. Já no CRAS, e após exame físico, não se detetou qualquer problema com esta coruja, sendo que o seu processo de recuperação envolveu uma alimentação adequada e treino de vôo e de caça numa câmara exterior, juntamente com outras corujas-das-torres.

A devolução decorreu na presença dos paticulares que tinham encontrado a coruja e de alguns utentes do Centro de Apoio ao Idoso de Jou.

As fotografias já se encontram disponíveis na nossa página de facebook [VER]

Devolução à Natureza de um mocho-galego

A 8 de setembro de 2016 foi devolvido à Natureza um mocho-galego (Athene noctua) em Lamas d’Olo, em pleno Parque Natural do Alvão.
Esta ave foi entregue por uma equipa do SEPNA de Vila Real, após ter sido encontrada ferida por um particular. No CRAS verificou-se através de uma radiografia que este mocho apresentava uma fratura numa das pernas. A sua recuperação incluiu tratamento médico e cirúrgico, alimentação e um período de musculação e de caça, em conjunto com outros indivíduos da mesma espécie.
Esta devolução decorreu durante um passeio organizado pelo parque destinado a antigos trabalhadores do estado, vindos de várias regiões do país, entre as quais do Algarve e de Lisboa. Ao todo, marcaram presença cerca de 60 pessoas para assistir a esta devolução.
O vídeo da devolução já se encontra disponível na nossa página do facebook [VER]

Devolução à Natureza de um mocho-galego

A 10 de setembro de 2016 foi devolvido à Natureza um mocho-galego (Athene noctua) na Praia fluvial do açude do rio Tâmega, Vila Verde da Raia, Chaves. Inicialmente estava prevista a devolução de uma cegonha-branca, o que acabou por não acontecer devido a um pequeno acidente que ela sofreu. O mocho devolvido foi entregue ainda cria, por uma equipa do SEPNA de Vila Real, após ter sido encontrado ferido por um particular. Já no CRAS, e após se recorrer à radiografia, concluiu-se que este mocho apresentava uma fratura numa das pernas. A sua recuperação incluiu tratamento médico e cirúrgico, alimentação e um período de musculação e de caça, em conjunto com outros indivíduos da mesma espécie.

Esta devolução decorreu no final da caminhada Rota do Contrabando – “Dar mais vida aos anos, dar aos anos mais vida”, organizada pelas Termas de Chaves e com o apoio da Câmara Municipal de Chaves. Na totalidade marcaram presença cerca de 70 pessoas nesta devolução, inclusivé uma equipa do SEPNA de Chaves.

As fotografias da devolução já se encontram disponíveis na nossa página de facebook [VER​]

Devolução  à Natureza de coruja-das-torres

A 15 de setembro de 2016 foi devolvida à Natureza uma coruja-das-torres (Tyto alba) na Escola EB1 de Santa Comba da Vilariça.

Esta ave foi encontrada por um particular numa casa desabitada, por ter caído do ninho que estava feito no sótão dessa mesma habitação. Estava magra e um pouco desidratada, não apresentando mais lesões. O seu processo de recuperação incluiu alimentação adequada, socialização com indivíduos da mesma espécie e treino de voo e caça.​

A 19 de setembro, foi devolvida à Natureza uma coruja-das-torres (Tyto alba) no Colégio Salesianos de Poiares.

Estas coruja deu entrada no CRAS HVUTAD ainda cria, encaminhada por um particular que a tinha encontrado bastante debilitada. Já no CRAS, e após exame físico, não se detetou qualquer problema com esta ave, sendo que o seu processo de recuperação envolveu uma alimentação adequada e treino de vôo e de caça numa câmara exterior, juntamente com outras corujas-das-torres.

Esta devolução decorreu na presença de cerca de cem alunos, dos 5º e 6º anos, e respetivos professores.

O vídeo e fotografias da devolução já se encontram disponíveis na nossa página de facebook [VER]

No passado dia 22 de setembro foram devolvidas à Natureza duas corujas-das-torres (Tyto alba) na Quinta dos Malvedos, quinta pertencente à Família Symington. Esta quinta localiza-se em plena região do Alto Douro vinhateiro, muito próxima da foz do rio Tua.

Estas duas corujas-das-torres deram entrada no CRAS HVUTAD ainda crias, encaminhadas por particulares que as encontraram debilitadas. Já no CRAS, e após exame físico, não se detetou qualquer problema com ambas as corujas, sendo que o seu processo de recuperação envolveu uma alimentação adequada e treino de vôo e de caça numa câmara exterior, juntamente com outras corujas-das-torres.

Esta devolução resulta de uma parceria entre o CRAS HVUTAD e a Família Symington, a qual se iniciou no ano de 2011. Desde então já foram devolvidas à Natureza várias espécies de aves nas diferentes quintas vinhateiras. Por todo o apoio demonstrado pelo trabalho realizado pelo CRAS HVUTAD, aproveitamos para deixar aqui um agradecimento especial à Família Symington”.

O vídeo da devolução já se encontra na nossa página do facebook [VER​]

Devolução  à Natureza de um ouriço-cacheiro

No passado dia 20 de setembro foi devolvido à Natureza um ouriço-cacheiro (Erinaceus europaeus) em Parada de Cunhos, Vila Real. Este animal foi encontrado por um particular nesta mesma povoação, demonstrando um elevado grau de debilitação. De imediato encaminhou-o até ao CRAS HVUTAD, onde se verificou que já não possuía capacidade visual num dos olhos, resultante, muito provavelmente, de um processo infeccioso que detinha. A sua recuperação incluiu tratamento de suporte, através de fluidoterapia e alimentação adequada, e ainda antibioterapia direcionada para o processo infeccioso que lhe tinha sido detetado.

Após se encontrar totalmente recuperado, procedeu-se à devolução à Natureza deste ouriço, a qual contou com a presença do particular que o tinha entregue no Centro.”

O vídeo da devolução já se encontra na nossa página do facebook [VER]

No passado dia 22 de setembro foram devolvidas à Natureza duas corujas-das-torres (Tyto alba) na Quinta dos Malvedos, quinta pertencente à Família Symington. Esta quinta localiza-se em plena região do Alto Douro vinhateiro, muito próxima da foz do rio Tua.

Estas duas corujas-das-torres deram entrada no CRAS HVUTAD ainda crias, encaminhadas por particulares que as encontraram debilitadas. Já no CRAS, e após exame físico, não se detetou qualquer problema com ambas as corujas, sendo que o seu processo de recuperação envolveu uma alimentação adequada e treino de vôo e de caça numa câmara exterior, juntamente com outras corujas-das-torres.

Esta devolução resulta de uma parceria entre o CRAS HVUTAD e a Família Symington, a qual se iniciou no ano de 2011. Desde então já foram devolvidas à Natureza várias espécies de aves nas diferentes quintas vinhateiras. Por todo o apoio demonstrado pelo trabalho realizado pelo CRAS HVUTAD, aproveitamos para deixar aqui um agradecimento especial à Família Symington”.

O vídeo da devolução já se encontra na nossa página do facebook [VER​]

Devolução à Natureza de uma fêmea de peneireiro-vulgar

Ontem foi devolvido à Natureza uma fêmea de peneireiro-vulgar (Falco tinnunculus) em Vila Real, junto ao Centro de Ciência Viva. Esta ave colidiu contra uma janela, e foi recolhida por uma equipa do SEPNA. Não apresentava lesões graves, pelo que necessitou apenas de repouso e tratamento de dor.

Foi devolvida à Natureza pelo Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, no âmbito da “Semana de Integração dos Novos Estudantes”, na presença do Sr. Presidente da Câmara Municipal de Vila Real, Rui Santos, e do Magnífico Reitor da UTAD, António Fontainhas Fernandes, entre outros elementos das mesmas instituições.