Foto: HVUTAD
[Imprimir]

Devolução à Natureza de corujas-das-torres

Para assinalar o dia europeu dedicado à observação de aves “EuroBirdwatch16”, no passado dia 1 de outubro (sábado), reuniram-se nas Lagoas do rio Tâmega, em Chaves, vários amantes da natureza, vindos dos distritos de Vila Real e Porto.

Esta atividade iniciou-se pelas 7:30h, momento em que o grupo já se encontrava a observar as primeiras aves do dia. Assim que apareceram os primeiros raios de sol, foi devolvida à Natureza uma coruja-das-torres (Tyto alba), recuperada pelo CRAS HVUTAD. Esta coruja deu entrada no CRAS HVUTAD ainda cria, encaminhada por um particular que a encontrou debilitadas. Já no CRAS, e após exame físico, não se detetou qualquer problema com a coruja, sendo que o seu processo de recuperação envolveu uma alimentação adequada e treino de vôo e de caça numa câmara exterior, juntamente com outras corujas-das-torres.

O encontro de observação de aves continuou durante toda a manhã, tendo os observadores sido premiados pela presença de várias espécies de ave de rapina, entre as quais se destacaram uma águia-pesqueira (Pandion haliaetus), uma águia-cobreira (Circaetus gallicus), uma águia-calçada (Aquilla pennata) e uma ógea (Falco subbuteo).

Na totalidade foram observadas 53 espécies [VER]

Pela tarde, a atividade continuou pela Barragem de Pisões, com agradáveis observações de várias limícolas e algumas aves de rapina [VER]

Fotografias gentilmente cedidas por Rui Ferreira e Paulo Belo.

As fotografias da devolução e da atividade já se encontram disponíveis na nossa página do facebook [VER]

A 6 de outubro foram devolvidas à Natureza duas corujas-das-torres (Tyto alba), uma no Jardim de Infância de Gimonde e a outra na Escola Básica de Quintanilha, ambas as escolas localizadas no distrito de Bragança.

Estas duas corujas-das-torres deram entrada no CRAS HVUTAD ainda crias, encaminhadas por particulares que as encontraram debilitadas. Já no CRAS, e após exame físico, não se detetou qualquer problema com ambas as corujas, sendo que o seu processo de recuperação envolveu uma alimentação adequada e treino de vôo e de caça numa câmara exterior, juntamente com outras corujas-das-torres.

O vídeo das devoluções já se encontra disponível na nossa página do facebook [VER]

Devolução à Natureza de uma ógea (Falco subbuteo)

A 20 de outubro foi devolvida à Natureza uma ógea (Falco subbuteo) no Campus da UTAD. Esta ave foi entregue no CRAS HVUTAD por um particular que a tinha encontrado ferida junto de casa. Após exame físico e radiológico verificou-se a existência de um fratura de dois ossos de uma das asas, impossibilitando-a de voar. De imediato se procedeu à resolução desta fratura através da cirurgia, tendo ficado durante, pelo menos três semanas, em repouso numa jaula com tratamento médico e alimentação adequada. Após este período, e já com uma boa ossificação das fraturas, esta ógea passou para uma camara exterior, onde pode readaptar-se ao ambiente. A última fase da recuperação, realizada num túnel exterior, permitiu a este pequeno falcão muscular e melhorar a capacidade física, que será fundamental para a viagem que ele irá realizar até África, continente onde permanecerá durante o inverno. Esta devolução decorreu na presença do particular que a tinha entregue no CRAS.

O vídeo da devolução já se encontra disponível na nossa página do facebook [VER ]

Devolução à Natureza de um gavião-europeu

A 29 de outubro de 2016, foi devolvido à Natureza um gavião-europeu (Accipiter nisus) em Sendim, Tabuaço. Este gavião tinha sido entregue por uma equipa do SEPNA de Moimenta da Beira, após ter sido encontrado ferido por um particular. Já no CRAS, e após se recorrer à radiografia, concluiu-se que esta ave apresentava uma fratura num dos ossos que sustenta a asa, impossibilitando-o de voar. O tratamento desta fratura incluiu imobilização da asa afetada e repouso numa jaula durante cerca de um mês. Reparada a fratura, este gavião passou por um período de readaptação ao ambiente exterior e, por fim, treino de musculação e de caça num túnel de voo.

Esta devolução decorreu na presença dos particulares que tinham encontrado o gavião ferido, bem como uma equipa do SEPNA de Moimenta da Beira, a quem agradecemos o envio das fotografias aqui publicadas.

As fotografias da devolução já se encontram disponíveis na nossa página do facebook [VER ]