Foto: UTAD assina protocolo de academia de formação com a empresa Huawei
[Imprimir]

 

Esta assinatura ocorreu integrada na visita oficial do primeiro-ministro à China. Também foram assinados protocolos com a universidade de Évora com o Instituto de Emprego e Formação Profissional.

No passado dia 12 de outubro a UTAD, assinou um dos primeiros protocolos de criação de academias de formação e capacitação em Portugal com a empresa Huawei, em ShenZhen. Este visa um protocolo de criação de uma academia de formação nas áreas de redes e segurança informática. Esta assinatura ocorreu integrada na visita oficial do Primeiro-ministro, António Costa, à sede desta empresa na China.

A cerimónia oficial presidida pelo Primeiro-ministro, com a presença dos secretários de estado da indústria (João Vasconcelos), da internacionalização (João Oliveira), e dos diretores gerais da Huawei de Portugal e Europa.

A UTAD acompanhou a visita da comitiva Portuguesa ao centro de demonstração de inovação em smart cities e smart government na sede da empresa, em ShenZhen (China), e participou numa reunião executiva com a comitiva portuguesa onde o Primeiro-ministro demonstrou o agrado pela assinatura dos respetivos protocolos.

Durante a visita, foram efetuados outros contactos e propostas que visam promover e potenciar a academia agora estabelecida, assim como estreitar e fortificar as relações criadas com esta empresa tecnológica e com outras entidades presentes na referida visita. Neste sentido, foram introduzidas as possibilidades de criação de acordos para que empresas e operadores, utilizadoras de soluções Huawei, possam capacitar e formar os seus técnicos e clientes na UTAD, entre outros assuntos de interesse.

A Huawei é uma empresa tecnológica, líder mundial nas áreas das tecnologias da informação e comunicação. Esta, tem impulsionado operações responsáveis, com constante inovação e com modelos de colaboração aberta, onde tende a estabelecer um portefólio de soluções extremamente competitivas para redes de telecomunicações, computação em nuvem, Internet das Coisas (IoT) e Smart cities.

Os seus produtos e serviços são utilizados em mais de 170 países e regiões, servindo mais de um terço da população do mundo, sendo uma empresa com mais de 170.000 empregados, com uma missão orientada para a construção da sociedade da informação do futuro e na construção de um mundo melhor interligado, objetivando a diminuição da exclusão digital (digital divide).

No âmbito dos seus programas de sustentabilidade, a Huawei tem desenvolvido vários modelos de geração de conhecimento, onde se incluem as academias de capacitação e formação HAINA – Huawei Authorized Information and Networking Academy, para além dos programas de identificação de talentos Global Seeds for the Future dando a possibilidade de estudantes acederem a treino e formação especializada nas instalações da Huawei na China.

A academia HAINA pretende funcionar na UTAD como um módulo de capacitação extra curricular para os seus alunos e, intimamente ligado às entidades locais, como uma unidade de formação e capacitação para a região permitindo a que empresas, ex-alunos entre outras entidades possam usufruir da capacidade de formação desta unidade agora criada.

Foi também discutido o acesso da UTAD ao programa Global Seeds for the Future dando a possibilidade aos seus estudantes acederem a treino e formação especializada nas instalações da Huawei na China.