Foto: Vistia cinque terre
[Imprimir]

No âmbito do projeto “Douro em Movimento, Aldeias com Vida”, promovido pela Associação Douro Generation e tendo a UTAD como parceira, uma delegação daquela Associação, da UTAD, do Regia-Douro Park,  da ADVID e da Câmara Municipal de Tabuaço, acompanhada de uma equipa de reportagem da RTP, visitaram Cinque Terre – Itália entre os dias 6 e 9 de dezembro.

A visita, que teve por objetivo debater a cooperação com Cinque Terre, numa perspetiva de troca de experiências e boas práticas, bem como de desenvolvimento de projetos de investigação, permitiu também conhecer a Feira de Artesanato de Milão, “L’Artigiano in Fiera”, onde o Douro esteve em promoção durante nove dias. Sublinhe-se que este certame conta com cerca de três milhões de visitantes.

Cinque Terre é um pequeno território da Ligúria, na Riviera italiana, classificado pela UNESCO como Património da Humanidade, enquanto “Paisagem Cultural”, vizinho de uma área marinha igualmente classificada e protegida. As semelhanças com o Douro são visíveis: vinhedos ancestrais de montanha que dão origem a vinhos com características particulares, presença de olivais e de árvores de citrinos dispersas, num conjunto marcado pelo mar Mediterrâneo, que bordeja o território, e tendência para o decréscimo da população, que hoje é de cerca de 4000 habitantes.

As diferenças, porém, são enormes: o abandono da atividade agrícola tem sido galopante, e as vinhas em produção passaram em escassos 20 anos de 1000 para menos de 100 ha e o olival de 400 para escassos 4 ha; o desenvolvimento do turismo tem sido exponencial, sobretudo a partir de 2012, com a chegada dos cruzeiros marítimos à cidade de La Spezia, a 30 km por estrada ou 10 minutos por comboio, assim como de excursões provenientes de Florença, Génova, Livorno e Milão. Segundo o Parque Nacional Cinque Terre, que gere a área Património da Humanidade desde 1999, chegam anualmente a este território cerca de 2,5 milhões de turistas.

Veja a reportagem da RTP no âmbito desta visita aqui: [VER ]