Foto: HVUTAD
[Imprimir]

Devolução à Natureza de um açor 

Com a chegada do novo ano continuamos a devolver à Natureza animais que ingressaram no passado outono. Desta vez foi um açor (Accipiter gentilis), que no passado dia 6 de janeiro de 2016, na localidade de Leomil, concelho de Moimenta da Beira, regressou à Natureza. Esta ave, que tinha sido encontrada ferida nesta mesma localidade por particulares, foi encaminhada para o CRAS por intermédio de uma equipa do SEPNA de Moimenta da Beira. No CRAS, e após se recorrer a um exame radiográfico, verificou-se que este açor apresentava uma fratura num dos ossos que sustenta a asa e que o impossibilitava de voar. Para além disto, esta ave possuía ainda algumas retrizes danificadas. O tratamento desta fratura incluiu uma cirurgia da asa afetada e repouso numa jaula durante cerca de um mês. Reparada a fratura, esta ave passou por um período de readaptação ao ambiente exterior e, por fim, treino de musculação e de caça num túnel de voo, juntamente com outro açor em recuperação. Antes do período de musculação no túnel de voo, procedeu-se a um enxerto das penas da cauda que estavam danificadas, método designado de imping. Neste, e de forma resumida, substituem-se as penas partidas e/ou destruídas por penas de uma outra ave da mesma espécie e, idealmente, do mesmo sexo e idades. Com umas penas “emprestadas” este açor não precisou de permanecer no CRAS até fazer uma nova muda.

Esta devolução decorreu na presença de vários particulares, inclusivamente os que encontraram a ave ferida, bem como de uma equipa do SEPNA de Moimenta da Beira.

Deixamos um agradecimento especial ao Centro de Ecologia, Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens (CERVAS) que nos cedeu as penas que permitiram fazer o imping a este açor, e que em muito aceleraram o seu processo de recuperação.

As fotografias já estão disponíveis na nossa página do facebook [VER ]