Foto: Primeiro-Ministro visitou o Centro de Excelência da Vinha e do Vinho em Vila Real
[Imprimir]

Nesta visita conheceu o projeto Plataforma da Vinha e do Vinho e os vinhos de autor “Alumni UTAD” cuja primeira edição foi lançada em 2016.

O Primeiro-Ministro, António Costa, visitou a 10 de fevereiro, o Centro de Excelência da Vinha e do Vinho (CEVV), situado no Regia-Douro Park, em Vila Real, onde teve oportunidade de conhecer algumas das empresas aí instaladas e os projetos em curso. Um destes projetos é a Plataforma da Vinha e do Vinho que envolve investigadores da UTAD das áreas do solo, climatologia e alterações climáticas, ecologia, viticultura, fisiologia, microbiologia, enologia, engenharia e economia e que vão desenvolver investigação tendo em conta as necessidades do setor. A Plataforma integra uma comissão científica internacional composta por Serge Delrot, Hans Schultz e Roger Boulton e um “advisory board” envolvendo stakeholders com papel ativo no processo de tomada de decisão para promover o desenvolvimento da ciência aplicada. O diretor é o investigador Tim Hogg.

Na sua intervenção o Primeiro-Ministro felicitou a Autarquia e a UTAD pelo trabalho que será desenvolvido no Centro de Excelência da Vinha e do Vinho, já que este irá introduzir “inovação nos setores tradicionais, através do conhecimento”, assim como a “valorização dos recursos endógenos” e que fazem parte da “estratégia de desenvolvimento do país”. O governante salientou a importância do vinho como “produto de qualidade que marca a Região Norte e o Douro em particular”  e considerou ainda que este Centro ao “cruzar a inovação com os valores do território” a par da “aplicação do conhecimento” irá contribuir para a uma “segunda revolução no vale do Douro”.

Nesta visita o Governante falou com empresários vitivinícolas e enólogos da região do Douro, uma nova geração, formada pela UTAD que tem contribuído para a projeção da região e do país,  internacionalmente. Foi também possível apresentar a António Costa os vinhos “Alumni UTAD”, um conceito inovador onde todos os anos três antigos alunos da UTAD, das diferentes regiões vitícolas serão responsáveis pela produção de um vinho (um tinto, um branco e um Porto).  Na primeira edição “Alumni UTAD” os autores escolhidos foram Jorge Serôdio Borges (tinto), Jorge Moreira (branco) e Francisco Ferreira e Francisco Olazabal (Porto). Estes autores passaram o testemunho na gala do passado dia 27 de janeiro aos enólogos Luís Duarte, Paulo Ruão e Manuel Lobo Vasconcelos, que vão produzir a edição 2017 dos vinhos “Alumni”. As receitas geradas com a vendas destes vinhos revertem integralmente para os Serviços de Acção Social da UTAD.