Foto: Docente da UTAD eleito Presidente da SUPERA

Francisco Godinho, docente da Escola de Ciências e Tecnologia da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) acaba de ser eleito Presidente da Sociedade Portuguesa de Engenharia de Reabilitação, Tecnologias de Apoio e Acessibilidade (SUPERA), da qual foi também um dos fundadores há uma década.

A SUPERA é uma associação científica e técnica, de natureza multidisciplinar, sem fins lucrativos, que visa promover o desenvolvimento de atividades de Ciência e Tecnologia orientadas para a melhoria da qualidade de vida de populações com necessidades especiais. É notória a ligação da UTAD a esta organização, sendo de assinalar que a sua sede está instalada no seu Campus, mas também o facto de nos seus órgãos sociais figurarem vários profissionais de Engenharia de Reabilitação formados nesta Universidade.

Quer o agora presidente, quer outros membros da direção, têm sido consultados pelo Ministério da Ciência Tecnologia e Ensino Superior em políticas relacionadas com a acessibilidade e tecnologias de apoio para pessoas com deficiência, pelo que é expectável que a SUPERA possa tornar-se num parceiro cada vez mais frequente e influente na definição e promoção de políticas públicas de ciência e tecnologia neste domínio em Portugal.

Com a alteração recente dos estatutos da SUPERA no passado mês de novembro, passando agora a ser possível criar delegações ou núcleos locais em várias regiões do país ou no estrangeiro, é provável, segundo admite Francisco Godinho, que se possa instalar em Vila Real uma das primeiras delegações desta associação, quer pela proximidade da sede quer por haver um número considerável de profissionais desta área na região.