Foto: Está criada a Rede Nacional de Escolas Doutorais
[Imprimir]

O Acordo de Cooperação que deu origem à Rede Nacional de Escolas Doutorais foi assinado entre nove instituições de ensino superior a 23 de fevereiro 2017, na Universidade de Évora.

A nova estrutura de cooperação denominada Rede Nacional de Escolas Doutorais (RnED) quer promover a melhoria da qualidade dos Programas de Doutoramento em Portugal, por via da definição conjunta de padrões de funcionamento e ensino e da criação de redes e programas doutorais conjuntos e em associação.

Partilham este projeto comum as Universidades de Aveiro, Beira Interior, Évora, Madeira, Porto, Trás-os-Montes e Alto Douro, a Universidade Católica Portuguesa e a Universidade Nova de Lisboa.

Em causa está o reforço da posição das IES-membro da RnED na formulação das políticas nacionais de educação e ciência, junto de entidades como a Direção Geral de Ensino Superior (DGES), a Agência para a Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES) e a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT, I.P).

Esta é a resposta das IES portuguesas ao contexto europeu e internacional, em que o enfoque tem sido colocado na criação de programas doutorais com referência a padrões de excelência e apostando na internacionalização e interdisciplinaridade dos seus conteúdos, com clara tendência para complementar uma formação sólida, em termos científicos e de investigação, com uma formação em competências transversais que possam contribuir para preparar os estudantes para um mercado de trabalho de alguma instabilidade e em permanente mutação.

Fonte: UÉvora