Foto: Laboratório
[Imprimir]

Primeiro Open Day acontecerá a 27 de junho, na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro.

Capacitar as empresas para uma exploração plena das potencialidades dos setores agroalimentar e florestal é a prioridade do projeto SmartAgriFor Norte 2020. Será através do formato “Open Day” que investigadores de quatro universidades do Norte do País se empenharão na transferência de conhecimento e na aproximação ao tecido empresarial.

“Um dos grandes objetivos do projeto passa por mapear, identificar e colocar em contacto agentes económicos dos setores agroalimentar e florestal do Norte do País com entidades do Sistema Científico Tecnológico da região Norte, definindo temas científicos de trabalho que permitam acrescentar valor aos produtos regionais”, explica Eduardo Rosa, coordenador do SmartAgriFor Norte 2020.

Levado a cabo pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto-Douro (UTAD), pela Universidade do Porto (UP), pela Universidade do Minho (UM) e pela Universidade Católica Portuguesa (UCP), o projeto SmartAgriFor Norte 2020 vai centrar-se na investigação relacionada com estes dois setores que representam cerca de um quinto de todas as exportações nacionais.

Segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), o setor agroalimentar foi, em 2016, responsável por 11,7% das exportações portuguesas. Por sua vez, o valor combinado das pastas celulósicas, madeiras e cortiças representaram, no mesmo ano, 8% das vendas para o estrangeiro.

Para Eduardo Rosa, o Open Day é a configuração ideal para apresentar, de forma integrada, as competências de cada universidade e os principais resultados científicos alcançados, “fazendo-os chegar ao tecido empresarial e demonstrando as vantagens específicas na utilização do conhecimento na cadeia de valor”.

Cofinanciado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) e pelo Programa Operacional Regional Norte 2020, o projeto “SmartAgriFor Norte 2020 – Promoting Agri-Food and Forestry Stakeholder Engagement for Knowledge transfer and SmartAgriFor partnershipsé uma parceria entre a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, a Universidade do Porto, a Universidade do Minho e a Universidade Católica Portuguesa.

Vinha e Vinho, um binómio estratégico na Região Norte 

No decorrer de 2017, o projeto SmartAgriFor Norte 2020 vai promover uma série de Open Days para discutir temáticas relativas a quatro cadeias de valor: Vinha e Vinho, Olival e Azeite, Frutas e Legumes e Florestas.

O primeiro Open Day acontece já na próxima terça-feira, 27, para debater problemáticas, apontar soluções, estratégias e tendências que poderão potenciar a fileira da vinha e do vinho. O evento terá lugar no Auditório B0.01 do edifício dos Blocos Laboratoriais da UTAD, entre as 9h e as 13h.

Com a participação integrada de investigadores das quatro universidades, este primeiro evento do projeto SmartAgriFor Norte 2020 quer estreitar o relacionamento entre a Ciência e a Tecnologia e o tecido empresarial vitivinícola a operar na região Norte.

Alterações climáticas e medidas de adaptação, gestão do estado hídrico da videira e qualidade da uva, novas tecnologias e processos na gestão da vinha, inovação e criação de valor a partir dos coprodutos da vinha e do vinho são alguns dos assuntos em debate.

“Será apresentada neste Open Day, a investigação de ponta que as quatro universidades estão, neste momento, a desenvolver e que são de extrema importância para os empresários que, diariamente, se deparam com novos desafios”, garante Eduardo Rosa.

Modelos que permitem prever doenças na vinha, o aproveitamento do engaço da uva para a cosmética, farmacêutica e alimentação ou ainda tecnologia não invasiva que permite avaliar a qualidade da uva, são alguns dos assuntos que vão permitir aos empresários interpretar a Ciência de uma outra forma.

Contactos:

Daniel Faiões | Assessor de Comunicação

CITAB | Centro de Investigação e de Tecnologias Agroambientais e Biológicas

Tel.: 259 350 475 | 934 813 900

Email:dfaioes@utad.pt