Foto: Terras de Miranda
[Imprimir]
Realizou-se mais uma edição, a décima segunda, dos Encontros da Primavera de Miranda do Douro- Antropologia, Cinema e Sentidos. Este ano falou-se do fazer antropologia, culminando o primeiro ano letivo de uma experiência inovadora em Portugal – o mestrado interuniversitário UTAD-ISCTE.
Oito propostas mostraram a diversidade desta ciência em termos de terrenos, sujeitos e problemas de estudo. Tal como é dito no texto de apresentação dos mesmos “[n]a diversidade de propostas reconhecemos as múltiplas valências da antropologia como ciência e saber da observação de perto, detalhada e sempre ligada “à terra” nos vários sentidos que a expressão pode assumir. Pensar o mundo para além do óbvio, das suas aparências a partir de leituras que inscrevem os seus constituintes em relacionalidades sustentadas na cultura é este o desafio em mais uma edição dos Encontros da Primavera.” Cinema documentário e uma exposição sobre a biodiversidade transmontana completaram o programa do que é já uma referência da agenda das Terras de Miranda.
 Foto: ©Jorge Lourenço