Foto: Entrada Principal UTAD
[Imprimir]

Na sua reunião de 1 de julho o Conselho Geral aprovou o novo plano Estratégico da UTAD para o período 2017-2021. Neste ciclo pretende-se consolidar a UTAD como Eco-Universidade para o Futuro, instituição de ensino superior de alta qualidade, atrativa, inspiradora de aprendizagens e de construção de conhecimentos interdisciplinares e âncora de coesão e de desenvolvimento cultural e socioeconómico sustentável do território, o que exige ser uma Universidade mais Coesa, mais Colaborativa, mais Conectada, mais Competitiva:

Universidade mais Coesa, que envolva, capacite, revigore e valorize as pessoas, comprometendo a comunidade académica com a construção de um futuro sustentável;

Universidade mais Colaborativa, que fomente estruturas e práticas organizativas flexíveis e reforce a capacidade de captação de receitas próprias ao nível do ensino, da investigação e da valorização do conhecimento;

Universidade mais Conectada, que, no plano interno, mantenha um envolvimento motivador das pessoas nas decisões, potenciando um modelo de governação que articule diferentes níveis de decisão e ação, e, externamente, aprofunde a cultura de trabalho em rede e parceria, do local ao global;

Universidade mais Competitiva, que interliga, de forma sistémica, atividades diferenciadas de ensino, de investigação e de valorização do conhecimento, reforçando a ligação com diferentes agentes e satisfazendo as necessidades e expectativas da sociedade em geral e do território em particular.

O Plano apresenta um conjunto de grandes medidas a implementar nos próximos quatro anos, visando 17 objetivos organizados em torno de cinco Eixos Estratégicos: Investigação e Valorização do Conhecimento; Ensino, Ação Social e Cultura; Internacionalização; Organização e Recursos; e Qualidade e Comunicação. Para cada objetivo são definidos indicadores de medida e metas a alcançar no final do período.

Tendo em conta os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) definidos pelas Nações Unidas, o Plano Estratégico apresenta um conjunto de compromissos assumidos pela UTAD, sendo os mais abrangentes: o reforço da componente de internacionalização do conhecimento produzido pela UTAD, que se reflete em vários ODS, associado aos mecanismos de divulgação e promoção das boas práticas de ciência aberta e partilha de conhecimento; a inclusão da Agenda 2030 e dos ODS na estrutura curricular dos vários cursos ministrados pela UTAD; e o reforço do papel da UTAD enquanto veículo e promotor da Agenda 2030 no contexto das suas relações com a comunidade, com as empresas e com entidades públicas ou privadas.