Foto: Grupo
[Imprimir]

António Vasconcelos foi reeleito ontem, como presidente da direção da Associação Académica da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro. O aluno de Gestão candidatou-se pela segunda vez a este cargo, tendo encabeçado a Lista C, que foi a única candidatura que se apresentou a sufrágio eleitoral.

A afluência ao voto foi a maior de sempre, em termos de sufrágios com listas únicas, sendo que 1868 alunos exerceram o seu direito ao voto, tendo sido contabilizados 1724 votos a favor da lista de António Vasconcelos, 56 votos em branco e 88 votos nulos.

Para o presidente reeleito, esta votação vem “validar o trabalho que tem sido feito em prol da academia”. António Vasconcelos afirma que é “importante sentir que os alunos reconhecem o trabalho que tem vindo a ser feito e validam-no por mais um ano”.

“Com esta votação histórica sentimos que os estudantes querem de facto esta lista a dirigir os destinos da associação, porque apesar de ser lista única, foram às urnas votar, se assim não tivesse acontecido não nos sentiríamos tão legitimados”, expressou o dirigente académico.

No ano de 2018, António Vasconcelos pretende, entre outros planos “consolidar o departamento de formação pedagógica e profissional, que foi criado e estruturado ao longo deste último ano”.

O contacto com as empresas reginais e nacionais foi feito, criando uma base de dados para dar início, ao longo de 2018, a diversas atividades e iniciativas que pretendem promover o relacionamento entre empresas e estudantes da academia transmontana, propiciando a criação de estágios e formações profissionais, que facilitem a entrada dos estudantes da UTAD no mercado de trabalho.

Um dos desafios do mandato que se aproxima é a definição de um novo local para a realização do arraial de Carnaval, um dos maiores, senão o maior de toda a região transmontana, e das “barraquinhas”, eventos que se realizavam no pavilhão da Associação empresarial da Nervir, que entretanto foi transformado numa unidade comercial.

O empenho na promoção do desporto formal e informal vai continuar, apostando também nos protocolos com equipas da região.

A AAUTAD promete ainda uma apresentar em breve, um evento desportivo internacional, que vai trazer a Vila Real centenas de participantes.

Fonte AAUTAD