Foto: Grupo
[Imprimir]

Chegou ao fim o projeto Euro-Brazilian Windows +. A Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, (UTAD), membro desta ação, recebeu as duas últimas bolseiras no final de 2017. Enquadradas na modalidade de pessoal administrativo, Izabel Dias de Souza, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), e Andreza Silva Pereira, da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), foram integradas aos gabinetes de Relações Internacionais e Mobilidade (GRIM) e de Comunicação e Imagem (GCI ), respetivamente, onde desempenharam atividades por um mês.

Ao todo, a UTAD realizou 28 mobilidades ao abrigo do projeto, figurando como a instituição europeia que recebeu mais bolseiros. Dez das mobilidades foram do tipo administrativo, que visa o intercâmbio de conhecimentos e competências entre universidades europeias e brasileiras. Para Artur Correia Cristovão, Vice-reitor para a área do Planeamento e Internacionalização, a experiência não poderia ter sido mais positiva, tendo afirmado que “o contato com o pessoal de outras universidades permite conhecer novas experiências e formas de trabalhar, assim como perceber o que podemos mudar para enriquecer o nosso trabalho”.

A UTAD acolheu ainda 15 estudantes de licenciatura, dois de doutoramento e um pós-doc, vindos de 15 universidades das cinco regiões do Brasil, entre 2015 e 2017, com uma média de estadia de cinco meses. Os relatos dos bolseiros sobre a experiência na universidade demonstraram a relevância do projeto para o crescimento intelectual e profissional dos participantes.

Rebeca Marcos, bolseira de doutoramento na Escola de Ciências Agrárias e Veterinárias entre 2015 e 2016, relata que a integração de disciplinas em vários cursos e áreas “contribuiu muito para seu crescimento académico”. Destaca também a recetividade do GRIM, do seu tutor e dos professores em geral, além da agilidade da universidade na resolução das questões administrativas referentes à sua mobilidade.

No total, 20 instituições de Ensino Superior da Europa e do Brasil participaram nesta iniciativa, tendo sido efetuadas 155 mobilidades sob a organização da Universidade do Porto. Como objetivos gerais, estabeleceram-se o aumento da cooperação internacional entre as instituições em questão e a promoção do desenvolvimento socioeconómico brasileiro. O EBW+ compõe o programa Erasmus Mundus de cooperação e mobilidade na área de Ensino Superior, tendo sido implementado pela Agência Executiva para a Educação, o Audiovisual e a Cultura (EACUA) da União Europeia.