Foto: Membros da Comissao Apos Assinatura Protocolo
[Imprimir]

22 de janeiro marca o início de um acordo de cooperação entre várias entidades de investigação e ensino superior, com o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), para constituição da Comissão Científica do Programa de Recuperação das Matas Litorais. A assinatura deste Acordo, que decorreu na Marinha Grande, contou com a presença do Primeiro-Ministro, do Presidente do ICNF e dos representantes das nove instituições convidadas, entre as quais a UTAD.

 

A Comissão agora criada tem como objetivo a “partilha e produção de informação técnica e científica relativa à gestão das matas litorais e à melhoria da capacidade das entidades gestoras na execução das operações de estabilização de emergência, reabilitação de habitats e recuperação das matas litorais afetadas pelos grandes incêndios de 15 de outubro de 2017”.

 

A UTAD integra esta comissão, atendendo à manifesta vontade em cooperar no processo de recuperação das matas do litoral, suportada pela capacitação científica e técnica que possui neste domínio. Teresa Fidalgo Fonseca, do Departamento de Ciências Florestais e Arquitetura Paisagista, docente e investigadora na área do Inventário Florestal, Silvicultura e Ordenamento Florestal será o interlocutor da UTAD nesta Comissão.

 

A participação da UTAD compreende a coordenação de atividades em quatro áreas prioritárias de avaliação de efeitos, estabilização de emergência e recuperação de longo prazo, com identificação de melhorias a introduzir ou de novos modelos a adotar nos Planos de Gestão Florestal. Estende-se ainda à colaboração em atividades de reabilitação, em parceria com outras instituições. O intenso envolvimento de docentes e investigadores da UTAD na Comissão Científica traduz uma participação institucional muito relevante, para ajudar à recuperação das matas nacionais afetadas pelos incêndios.

 

Nota Biográfica de Teresa Fidalgo Fonseca

Doutorada em Ciências Florestais pela UTAD, onde leciona unidades curriculares de Dendrometria, Inventário Florestal, Modelação dos Recursos Florestais e Ordenamento Florestal em programas de Doutoramento e em cursos de Mestrado e de Licenciatura. Desenvolve investigação nos domínios científicos das áreas da especialidade, sendo membro de unidades de investigação da Divisão 1 (Silvicultura) e da Divisão 4 (Avaliação de Recursos Florestais, Modelação e Gestão Florestal), da International Union of Forest Research Organizations (União Internacional de Institutos de Investigação Floresta – IUFRO). Integra a comunidade CAPSIS (Computer-aided projetion of strategies in Silviculture), como modeladora.