Foto: Logo UTAD
[Imprimir]

Depois de um ano de trabalho em parceria europeia, o projeto CRITHINKEDU  – Critical Thinking Across the European Higher Education Curricula, liderado pela equipa da UTAD, publica dois primeiros relatórios.

O projeto Crithinkedu resulta da necessidade de estabelecer uma ligação mais profunda entre as Instituições de Ensino Superior (IES), o mercado de trabalho e a sociedade, atendendo aos desafios do século XXI no desenvolvimento de competências de Pensamento Crítico dos estudantes universitários. Tem vindo a ser realizado em parceria com 11 instituições de 9 países (Portugal, Grécia, Lituânia, Itália, Roménia, República Checa, Espanha, Irlanda, Bélgica) especializadas na área da Educação do Pensamento Crítico no Ensino Superior.

Em Portugal, a exemplo do que acontece nos outros países do consórcio, a UTAD tem vindo a desenvolver o trabalho em colaboração com cerca de 30 empresas e/ou organizações nacionais dos mais diversos setores e áreas profissionais, envolvendo também perto de 30 professores universitários de diferentes áreas científicas (Biomedicina, CTEM – Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática -, Ciências Sociais, e Humanidades). Através da realização de grupos de discussão temáticos, identificaram-se as competências de pensamento crítico mais relevantes que os recém-diplomados devem demonstrar à saída do curso universitário.

A informação recolhida e o conhecimento produzido são passos fundamentais para promover as necessárias e consequentes transformações/reformas dos curricula do Ensino Superior. Serve ainda para apoiar os gabinetes de recursos humanos das empresas/organizações na conceção de programas internos de formação e na identificação de candidatos a emprego.

Os resultados obtidos permitem concluir que ainda existem grandes lacunas entre as necessidades manifestadas pelo mercado de trabalho em relação às competências e disposições do Pensamento Crítico (cada vez mais fundamentais) e o ensino-aprendizagem das mesmas nas IES europeias. Ressalta ainda a existência de limitações em avaliar a aquisição e manutenção do Pensamento Crítico ao longo do percurso académico, bem como a capacidade dos alunos em aplicá-lo a outros contextos, seja profissional seja na sua vida quotidiana, enquanto cidadãos participativos.

Por isso, após a finalização dos dois primeiros pacotes de trabalho, a parceria apresenta uma proposta preliminar de diretrizes para a qualidade do ensino do Pensamento Crítico nas IES Europeias, que integra três níveis fundamentais de intervenção: institucional, curricular, e das unidades curriculares em si. A proposta final será reajustada e debatida após a realização de um plano de formação, que será testado com mais de 60 docentes de todos os países do consórcio (e que será replicado e alargado a outros docentes das mesmas ou de outras IES). Um seminário internacional (em parceria com a reconhecida Foundation for Critical Thinking (USA), em junho de 2019, reunirá diferentes especialistas e stakeholders da União Europeia para debater a proposta final e dar seguimento aos resultados alcançados neste projeto.

Os relatórios produzidos no âmbito deste projeto podem ser consultados a seguir:

Coleção Europeia de Competências e Disposições de Pensamento Crítico necessárias em diferentes áreas profissionais para o século XX I;

Revisão Europeia sobre práticas educativas de Pensamento Crítico nas Instituições de Ensino Superior.

Mais informação sobre o projeto CRITHINKEDU  – Critical Thinking Across the European Higher Education Curricula em :

Website: http://crithinkedu.utad.pt/en/

Facebook: https://www.facebook.com/crithinkedu

Twitter: https://twitter.com/CRITHINKEDU_EU

Slideshare: https://www.slideshare.net/crithinkedu

Youtube: http://bit.ly/CRITHINKEDUYoutube

Email de contato: crithinkedu@utad.pt | Rosa Rebelo: 929 256 702