Cartaz: Premio douro criativo
[Imprimir]

Chama-se “Prémio Douro Criativo” e foi apresentado a 1 de março, na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), entidade promotora do prémio. O “Prémio Douro Criativo” está inserido no projeto Douro Creative Hub, também promovido pela UTAD, e que visa identificar, valorizar e dinamizar as diferentes áreas das indústrias criativas dos 19 municípios que compõem a NUT III Douro.

De âmbito nacional, o prémio tem enfoque no Douro, e divide-se em três concursos: o concurso 1 – ideias de negocio na área das industrias criativas; concurso 2 – projetos ligados às indústrias criativas; concurso 3 – entidades coletivas que incorporem as indústrias criativas.

O Prémio pretende ser abrangente, valorizando ideias e projetos desenvolvidos por pessoas e/ou entidades cuja atividade está enquadrada numa das áreas das Indústrias Criativas, mas também mostrar a importância deste setor para o desenvolvimento das mais diversas atividades da região do Douro, nas suas mais diferentes vertentes: desde de funcionar como uma alavanca de negócios e estruturação de novos produtos e serviços, passando pela integração social, aumento de coesão territorial, notoriedade, diferenciação, inovação, etc.

O concurso 1, ideias de negocio na área das industrias criativas, pretende premiar ideias de negócio inovadoras, dentro das áreas das Indústrias Criativas, que potenciem o aparecimento de novos produtos, processos, serviços, novas formas de comercialização ou novas abordagens de mercado na região. Está dividido em 4 categorias que abrangem todas as áreas das indústrias criativas, desde a Arquitetura e Artes Visuais, Música e Artes Performativas, Conteúdos e Novos Média e Turismo e Património.

O concurso 2, projetos ligados às indústrias criativas, divide-se em duas categorias: projetos já executados e projetos a executar. Na categoria Projetos já executados, pretende distinguir projetos já realizados, no período de 2015 até à abertura do presente concurso, com localização global, que se diferenciam pela sua originalidade, criatividade e inovação, que tragam mais valia à região, visibilidade e competitividade e que estejam enquadrados em pelo menos numa das áreas pertencentes às Indústrias Criativas.
Na categoria “Projetos a executar”, pretende distinguir projetos a concretizar até fevereiro de 2019, com localização global, que se diferenciam pela sua originalidade, criatividade e inovação, que tragam mais valia à região, visibilidade e competitividade e que estejam enquadrados em pelo menos numa das áreas pertencentes às Indústrias Criativas.

O concurso 3 – entidades coletivas que incorporam as indústrias criativas, pretende valorizar as entidades coletivas que não se enquadram nas Indústrias Criativas como atividade económica principal, mas incorporam nas suas atividades/produtos/serviços uma ou mais áreas das indústrias criativas como forma de potenciar e valorizar as suas propostas de valor, quer seja ela empresarial, social ou outra.

As candidaturas serão recebidas entre o dia 1 de março de 2018 e o dia 30 de abril de 2018 e a sua formalização implica o preenchimento de um formulário eletrónico, de acordo com as indicações do Regulamento do Prémio, disponível no sítio da internet do “Douro Creative Hub” (www.dourocreativehub.pt).

O Projeto DOURO CREATIVE HUB é promovido pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e cofinanciado pelo Sistema de Apoio às Ações Coletivas para Territórios de Baixa Densidade – Promoção do Espírito Empresarial, no âmbito da operação NORTE-02-0651-FEDER-000060, Portugal 2020.

Com uma duração de 24 meses, o Douro Creative Hub baseia-se na promoção do empreendedorismo criativo através do Prémio Douro Criativo; identificação dos criativos; incubação e mentoria (espaço coworking); organização de um Creative Camp como espaço de colaboração entre criativos no apoio ao desenvolvimento e prototipagem/provas de conceito; e mostra dos criativos e dos seus trabalhos (Mercado Criativo do Douro).

Créditos da foto: João Rebelo.