Foto: foto de grupo
[Imprimir]

Mais de 50 participantes dos meios académico e empresarial participaram, no passado dia 16 de fevereiro, nas instalações da Fraunhofer Portugal, UPTEC, Porto, num workshop dedicado à agricultura inteligente e à gestão da água, analisando desafios e oportunidades para o futuro deste setor em Portugal.

A discussão centrou-se em alguns casos de estudo, quer académicos quer empresariais, tendo a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) e a Universidade de Évora (UE) apresentado alguns resultados e progressos no uso de várias tecnologias no domínio da agricultura e da gestão da água, o que permitiu aos presentes um contacto com as mais recentes tecnologias aplicadas na agricultura e possibilidades de colaboração e de inovação.

Entre os presentes, além dos representantes do Instituto Fraunhofer para as Tecnologias da Cerâmica (Fraunhofer Institute for Ceramic Technologies and Systems, IKTS), estiveram, também, representantes da Universidade de Lisboa, do Instituto Superior de Agronomia, Grupo Hubel, GeoDouro, Instituto de Investigação da Floresta e Papel (RAIZ), Fundação Eugénio de Almeida e a Fundação para a Ciência e Tecnologia.

Este evento revestiu-se de redobrada importância face ao anúncio da assinatura de um memorando de entendimento entre a Fraunhofer-Gesellschaft e a Fundação para a Ciência e Tecnologia, que não só renova o programa de investigação aplicada em Portugal, como também serve de base à criação de um novo centro dedicado à investigação na área da agricultura de precisão e da gestão da água.

Além da criação de um Pólo na UE, foi também anunciada a instalação de um centro Fraunhofer no Regia-Douro Park, numa parceria com a UTAD, que prevê um programa de atuação ao nível da agricultura de precisão, nomeadamente nas áreas do vinho e da vinha. Esta dinâmica positiva, que reforça o Centro de Excelência para a Vinha e para o Vinho, vem consolidar o papel preponderante da UTAD neste domínio e enfatizar a criação de novas candidaturas a programas de financiamento.