[Imprimir]

A 17 de maio, Jorge Bacelar, antigo estudante de Medicina Veterinária da UTAD, e fotógrafo internacionalmente premiado, esteve na UTAD para falar sobre a sua “paixão” pela fotografia e para uma visita guiada à Exposição de Fotografia “Ruralidade”, da sua autoria, composta por 35 fotografias a cores e patente ao público na Galeria da UTAD (Biblioteca Central) durante o mês de maio.

Na palestra dada, Jorge Bacelar falou e ensinou sobre a arte de “escrever com luz”.  O veterinário-fotógrafo referiu que sente mais influência da pintura do que da fotografia nas suas imagens. As suas fotografias são compostas para recriar quadros domésticos do mundo rural português similares aos do mundo rural ancestral europeu dos séculos passados. São retratos de famílias camponesas no seu meio ambiente, no interior dos seus lares e estábulos, onde convivem afetuosamente com os seus animais, sobrevivendo com os escassos produtos colhidos nas suas courelas. O olhar do fotógrafo imortaliza “os seus agricultores”, como carinhosamente os apelida, os seus animais e os produtos agrícolas granjeados, desencadeando imagens pictórico-poéticas, semelhantes às dos artistas plásticos seiscentistas da Escola Flamenga ou Holandesa. São estas imagens-pintadas que têm conquistado os júris dos mais conceituados concursos de fotografia, por todo  mundo.

Jorge Bacelar descobriu a paixão pela fotografia em 2013. A partir de 2014, começou a concorrer e a ganhar prémios nos mais reputados concursos nacionais e internacionais.

Jorge Bacelar é mais um dos campeões da UTAD ou, na expressão da Escultora Alia O’Neil, um “diamante” lapidado pelo poder transformador da Academia, simbolizado no monumento “To the Light” construído pela escultora para o Campus.

 

Legenda Foto: Jorge Bacelar durante a visita guiada à sua exposição

 

Prémios e distinções

Em 2014, venceu o concurso fotográfico da campanha “Juntos Contra a Fome!”, uma iniciativa da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) e da Agência das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO). Em julho de 2015, foi-lhe atribuído o prémio de Nomeação “HPA 2015”, no concurso “HPA2015 9th Humanity Photo Awards”, organizado pela UNESCO e CFPA, em Pequim, na China.

Em 2016, tornou-se campeão do mundo ao integrar a equipa portuguesa no “World Photographic Cup”, recebendo o prémio Medalha de Bronze, na categoria de “Reportagem”. No concurso de “FEP European Professional Photographer of the Year Awards”, recebeu os prémios Câmara de Bronze em Reportagem “2016”, Prémio de Excelência e Prémio de Distinção igualmente em Reportagem. Em maio de 2016, foi o vencedor europeu do Concurso “OIE Photo Competition”. Em outubro de 2016, em Itália no Concurso Internacional “Siena Prémio Internacional de Fotografia 2016” recebeu o Prémio de Distinção. No mesmo ano, foi finalista da 5.ª edição do Prémio Internacional de Fotografia – HIPA “The Hamdan bin Mohammed bin Rashid Al Maktoum”, no Dubai, com o tema “Felicidade” em duas categorias “Pai e Filho” e “Geral”. Em 2017, foi finalista na 6.ª edição do mesmo Prémio Internacional de Fotografia – HIPA “The Hamdan bin Mohammed bin Rashid Al Maktoum”, no Dubai. Em agosto de 2017, foi convidado a estar presente na China para a cerimónia de entrega dos prémios no concurso “HPA2017 10th Humanity Photo Awards” organizado pela UNESCO e pela CFPA, pois foi premiado na categoria “Retrato e Traje” com o prémio de Documentário e foi nomeado para o Grande Prémio. A cerimónia de entrega de prémios está agendada para setembro de 2018, na China. Em setembro de 2017, foi convidado pelo selecionador português para voltar a integrar a Seleção Portuguesa no “World Photographic Cup” de 2018 na categoria de “Retrato”. Em novembro de 2017, no concurso “1st International Art Photographic Salon” “Varadinum” na ROMANIA, ganhou a Medalha de Ouro do “Global Photographic Union” (GPU GOLD) na categoria “Pessoas”. Em dezembro de 2017, foi premiado no “Concurso Internacional de Fotografia Transversalidades 2017”, com o portefólio vencedor – “Vencedor Absoluto” promovido pelo Centro de Estudos Ibéricos. No mesmo mês,ganhou a Medalha de Ouro e uma menção honrosa na categoria “Viagens”, no Salão Internacional “Singapura Photo Cup” em Singapura. Ainda, em dezembro de 2017, na “5th Circular Exhibition of Photography – Three Country 2017”, na Irlanda, ganhou a Medalha de Ouro da “Photographic Society of America” na categoria de “Fotojornalismo” e menções honrosas na categoria “Pessoas” e “Crianças”. Na Sérvia, ganhou a Medalha de Ouro da “Photographic Society of America” na categoria “Crianças”, uma Medalha de Bronze na categoria “Pessoas” e uma menção honrosa em “Fotojornalismo”.  No Concurso Internacional “Asisafoto 2017”, em Espanha foi premiado em segundo lugar na categoria de tema livre.  No “IUP 5th Anniversary Celebration Photo Circuits 2017”, na China, na categoria “Fotografia de Viagem”, ganhou a Medalha de Ouro da “RPS – The Royal Photographic Society of Great Britain”, uma Medalha de Prata e uma Medalha de Bronze da “IUP- International United Photographers”. Também recebeu uma menção honrosa na categoria “Cor”. Em janeiro de 2018, recebeu a notícia de que foi selecionado como finalista no concurso “The Hamdan bin Mohammed bin Rashid Al Maktoum International Photography Award (HIPA) – seventh edition of HIPA”  no Dubai, com o tema “O Momento”  na categoria portefólio.