[Imprimir]

O conceituado fotojornalista do jornal Público Adriano Miranda, recentemente distinguido com o Prémio Gazeta de Imprensa de Fotografia, inaugurou uma exposição no Museu de Geologia, intitulada “Carvão de Aço”, onde estão reunidas fotos de grande intensidade comunicativa sobre a realidade cruel do trabalho nas minas de carvão do Pejão.

Este trabalho fotográfico decorreu de 1992 a 1994, o ano de encerramento do complexo mineiro, com registos de homens duros pintados pelo negro do carvão, sob a escuridão brutal, ficando assim como documento precioso para a história desta actividade laboral.

A exposição, que se manterá na UTAD até 28 de Setembro, é uma iniciativa da Câmara Municipal de Castelo de Paiva e do autor Adriano Miranda, que a cederam aos parceiros do Roteiro das Minas e Pontos de Interesse Mineiro e Geológico de Portugal para itinerância.