Cerimónia de abertura do ano letivo 2018/2019 da UTAD

«Tudo faremos para que os vossos sonhos se cumpram»

Com uma forte presença da academia, decorreu no dia 22 de outubro, na Aula Magna da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), a cerimónia de abertura do ano letivo 2018/2019. O reitor, António Fontainhas Fernandes, abriu a sessão com palavras muito motivadoras para com os estudantes que escolheram a UTAD para a sua formação. “Tudo faremos para que os vossos sonhos se cumpram”, afirmou.

Reassumindo o propósito da instituição em manter como foco a qualidade da educação e a qualidade de vida dos estudantes, considerando-os como “o epicentro da Universidade”, o reitor enumerou todo um conjunto de fatores que asseguram a melhor qualidade a quem escolhe esta Universidade, desde as condições ambientais do campus que tornam a UTAD numa eco universidade, à qualidade do ensino, da investigação e das infraestruturas para atividades extracurriculares.

Na mesma sintonia, usou da palavra o presidente da Associação Académica, António Vasconcelos que, dirigindo-se aos novos estudantes, afirmou: “Sois a mais bonita página que se abre na UTAD” e mais adiante “a UTAD agora também é vossa e certamente nunca deixará de ser”.

A habitual oração de sapiência foi proferida por António Cunha, antigo reitor da Universidade do Minho e, atualmente, diretor do Centro de Excelência e Inovação e Presidente do Laboratório Colaborativo em Transformação Digital. Tendo por tema “O futuro… aqui tão perto”, a sua intervenção antecipou uma visão do futuro, cada vez mais apoiada na ciência e no conhecimento, onde a revolução digital, a robotização e a conectividade atingirão níveis de presença determinantes no nosso quotidiano, alterando os nossos padrões de vida e de trabalho.

A cerimónia contemplou também a atribuição dos prémios de mérito académico “Critical Software” aos melhores estudantes de engenharia informática e de engenharia eletrotécnica e de computadores (respetivamente, Marta Raquel Fernandes e João Carlos Valente), e encerrou com a intervenção do presidente do Conselho do Geral, Silva Peneda.