[Imprimir]

A Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) vai proporcionar ao público, em especial aos alunos das escolas da região, uma exposição inovadora, entre 19 de novembro e 21 de dezembro, sobre a Paisagem da Reserva da Bioesfera Transfronteiriça da Meseta Ibérica, um espaço territorial pertencente a 87 municípios da fronteira do Nordeste Transmontano e das províncias de Zamora e Salamanca.

Trata-se de um projeto INTERREG, designado “Red de paisajes rurales en la frontera del duero: un mapa estratégico de la Meseta Ibérica”, desenvolvido pela UTAD, em parceria com a Universidade de Valladolid, o Instituto Politécnico de Bragança e a Fundación Património Natural de Castilla y Leon. O seu objetivo geral é promover a ecoeficiência dos recursos paisagísticos culturais e patrimoniais, bem como a proteção dos agroecossistemas no contexto da Reserva da Biosfera Transfronteiriça da Meseta Ibérica.

Tendo como foco o público mais jovem, foi criada uma exposição itinerante sobre a Paisagem da Reserva da Bioesfera Transfronteiriça da Meseta Ibérica que percorrerá, até final de 2018 vários locais na região transfronteiriça e que integra, para além dos conteúdos expositivos, elementos multimédia e um jogo interativo – Jogo do Ganso Paisagem da Meseta Ibérica – que estará disponível nas versões em tabuleiro, para disponibilizar aos visitantes, e em tela gigante para ser jogado no local. Este jogo, tradicional, apresenta um contexto alusivo à paisagem da Meseta Ibérica, oferecendo uma cartografia simbólica para descobrir em cada partida o imaginário coletivo do território rural, dado que as diferentes casas do tabuleiro do jogo do Ganso revelam a fauna, flora, tradições e costumes, paisagem natural, paisagem cultural e património do território da Meseta Ibérica.

A exposição estará aberta ao público na sala de exposições da Reitoria da UTAD e tem como principal público-alvo as turmas do 1º ciclo do ensino básico. Dado o alinhamento da temática da exposição com o programa de Estudo do Meio, nomeadamente na componente de descoberta das inter-relações entre a Natureza e a Sociedade, dar-se-á preferência a turmas dos 3º e 4º anos do 1º ciclo do ensino básico. Estima-se uma duração máxima da visita de 2h.

Para mais informações: http://www.paisajeiberico.eu