[Imprimir]

O Turismo de Portugal tomou a iniciativa de juntar vários parceiros para criar uma formação gratuita na área do enoturismo.

Neste âmbito, um dos blocos de formação foi da responsabilidade da UTAD, nomeadamente da linha de investigação “Enoturismo e Gastronomia” do projeto INNOVINE&WINE. As docentes e investigadoras Josefina Salvado e Veronika Joukes abordaram o tema “enoturismo no Douro”, tendo dado uma panorâmica dos principais números e factos sobre o turismo em Portugal e no mundo, assim como das tendências que movimentam os turistas, atualmente.

Ainda nesta formação, as investigadoras que abordaram o enoturismo numa perspetiva “pensar fora da caixa” com atividades de grupo, desafiaram os formandos a conceber uma rota/um roteiro de enoturismo criativo na região do Douro.  “Um dos grupos focou-se no nicho “jovens curiosos” que chegam ao Douro com uma atitude “Wine? No!” e que graças às experiências que os futuros parceiros enoturísticos lhes oferecem, voltarão para casa com uma perspetiva diferente, do tipo “Wine? Why not!?”, salientou uma das investigadoras acerca desta formação.

O objetivo desta iniciativa, que juntou diversos parceiros, foi proporcionar 90 horas de teoria, exercícios práticos, troca de experiências e visitas ao terreno a fim de criar sinergias e qualificar atores de diferentes áreas como gerentes e funcionários de quintas enoturísticas, unidades de agroturismo, empresas de animação turística, adegas, de empresas de distribuição, entre outros.