[Imprimir]

A UTAD recebeu especialistas nacionais e de organismos europeus especializados na temática das alterações climáticas e viticultura durante a conferência de lançamento do projeto europeu Clim4Vitis – Climate change impact mitigation for European viticulture– que decorreu de 18 a 20 de fevereiro de 2019.

O Clim4Vitis é um projeto H2020 Twinning na área da viticultura e alterações climáticas. Este projeto é coordenado pela UTAD, em consórcio com o Potsdam Institut fuer Klimafolgenforschung (PIK); a Universita degli studi di Firenze (UNIFI); o Luxembourg Institute of Science and Technology (LIST); e a Sociedade Portuguesa de Inovação (SPI). O Clim4Vitis pretende consolidar parcerias internacionais, capacitar a UTAD na investigação científica desta temática e disseminar informação junto dos stakeholders nacionais na área da vitivinicultura. Pretende-se ainda modelar e avaliar os impactos das alterações climáticas na viticultura europeia, promovendo sinergias entre os parceiros.

Durante três dias, os mais de 100 participantes estiveram em contato com especialistas de referência na viticultura e alterações climáticas, nomeadamente José Roquete da Esporão, que deu uma visão muito pragmática sobre a realidade da viticultura portuguesa face às alterações climáticas, Hans Schultz da Universidade de Geisenheim – Alemanha; Benjamim Bois da Universidade da Borgonha – França; Inaki Cortazar do INRA – França; e João Santos da UTAD, entre outros, que fizeram um retrato das alterações climáticas verificadas no passado recente e das previsões para um futuro próximo, bem como dos correspondentes impactes observados ou expectáveis. Deram ainda a conhecer alguns resultados das suas investigações em diferentes países e condições ambientais.

Esta conferência, organizada pelo CITAB/UTAD, teve entrada livre e gratuita, tendo sido dirigida a estudantes, investigadores, produtores, empresas e demais interessados no tema. Incluiu ainda um workshop sobre diferentes abordagens para a modelação da videira, designadamente a modelação da fenologia, crescimento, pragas e doenças da videira sob diferentes condições ambientais, e ainda um curso de formação avançado dedicado ao estudo dos impactes das alterações climáticas na viticultura, que forneceu informação sobre as melhores práticas e medidas de adaptação às alterações climáticas projetadas.

Sítio web do projeto: www.clim4vitis.eu