Foto: UTAD
[Imprimir]

Os alunos de “Roteiros turísticos” (3º ano das licenciaturas em Turismo e Línguas e Relações Empresariais) da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), em parceria com a Câmara Municipal de Vila Real, organizaram nos dias 18 e 25 de maio duas caminhadas no âmbito do projeto GEOARPAD, que promove o Caminho Português Interior de Santiago (CPIS) o qual tem início em Viseu e se junta à via da Prata em Verín – Espanha.

Com o objetivo de promover a parte do caminho que percorre o território de Vila Real, os estudantes, orientados pela docente da UTAD  Veronika Joukes, organizaram duas caminhadas circulares: a primeira desde o marco de Santiago, junto ao edifício da Câmara Municipal de Vila Real, até à ponte em Relvas (central elétrica) e com regresso pelo CPIS ao centro da cidade (12 km); e a segunda caminhada leva os participantes pelo CPIS até à estação de comboio em Vilarinho de Samardã e daí em direção a Sul para a antiga linha-de-ferro até Vila Real (cerca de 30 km).

Para tornar o percurso mais apelativo, os estudantes esconderam antecipadamente geocaches ao longo do caminho em locais com património cultural de interesse, atividade que contou com a participação de José Matos, geocacher experiente da equipa vilarealense de geocachers ‘Timon i Pumba Team’um.

Este trabalho conjunto, permite agora aos geocachers encontrarem no site https://www.geocaching.com/play/search as pistas necessárias para descobrir, por exemplo, uma geocache junto às pontes de Relvas e de Almodena, outras junto às capelas de Minhava, Coedo e Escariz, e mais duas nos arredores do moinho de água de Benagouro e do eucalipto centenário de Vilarinho da Samardã. Permite ainda a todos os interessados fazer o CPIS em Vila Real numa caminhada divertida combinada com geocaching.

A colaboração com a Câmara Municipal de Vila Real foi fundamental a vários níveis, desde o apoio às equipas que realizaram as duas caminhadas, assim como na promoção do CPIS que passa por várias freguesias com património apreciável, as quais podem ajudar e informar os peregrinos e caminheiros que passam por este percurso do Caminho de Santiago.