Cimeira Ibero-americana de reitores reúne em Vila Real e no Porto

O Conselho Universitário Ibero-Americano – CUIB -, constituído por reitores das universidades de 21 países da América Latina e da Península Ibérica, reúne este ano em Portugal. Tem na agenda a criação de uma agenda de conhecimento e de ciência comum e o intercâmbio de professores e alunos. Segunda-feira a cimeira será na UTAD e na terça-feira na Universidade do Porto.

 O Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas – CRUP –  promove, de 1 a 3 de julho, em Vila Real e no Porto, uma Cimeira de Conselho de Reitores do espaço ibero-americano, tendo como principal preocupação a criação de uma agenda de conhecimento e de ciência comum.

 A realização este ano em Portugal do encontro do Conselho Universitário Ibero-Americano tem como principal objetivo dinamizar a criação de um espaço ibero-americano de Ensino Superior e de Investigação, fomentando a mobilidade de professores e estudantes.

O Conselho Universitário Ibero-americano – CUIB – foi constituído em Cartagena das Índias na Colômbia em 2002 e configura-se como uma entidade privilegiada de representação dos sistemas universitários e de investigação. A sua esfera de atuação desenvolve-se, também, no âmbito das atividades prosseguidas pela Secretaria Geral Ibero-americana (SEGIB) e, consequentemente, procura interagir com o programa das Cimeiras Ibero-americanas de Chefes de Estado e de Governo.

No dia 1 de julho a cimeira realiza-se na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD). Entre os principais temas, conta-se a discussão do papel da Universidade na Agenda 2030 das Nações Unidas e, em particular, a importância que o ensino superior e a ciência representam na concretização dos “17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável”.

Segundo Fontainhas Fernandes, presidente do CRUP e reitor da UTAD, “esta agenda deve constituir uma motivação constante dos sistemas de ensino superior e de investigação, visando aumentar a sua presença e influência no desenho e na formulação das políticas públicas, que nos países da ibero américa, procuram interiorizar essa agenda de desenvolvimento”.

A cimeira continuará a 2 e 3 de julho na Universidade do Porto, juntando representantes de diversos países europeus num fórum conhecido por grupo União Europeia-América Latina e Caraíbas – EU-CELAC -. Nesta sessão serão igualmente debatidas questões de cooperação de ensino e científicas entre a América Latina e a Europa, envolvendo um grupo mais alargado de interlocutores. Um dos principais temas será o da mobilidade de estudantes e docentes, bem como a realização de programas de doutoramento conjuntos, capazes de promoverem a criação e o fortalecimento de redes de investigação.

Esta sessão conta com a presença do recentemente eleito presidente da Associação Europeia de Universidades (EUA), o irlandês Michael Murphy que irá traçar as principais linhas de orientação da estratégia das Universidades da Europa e propor novos formatos de cooperação da Europa com a América Latina.

 

Anexo – Programa da Cimeira

CUIB | integra organizações nacionais representativas das universidades e outras instituições de ensino superior dos países que integram a Comunidade Ibero-americana de nações: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, El Salvador, Espanha, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Perú, Portugal, República Dominicana, Uruguai e Venezuela.