[Imprimir]

Domingos Lopes, docente da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) e diretor do seu departamento de Ciências Florestais e Arquitetura Paisagista, acaba de ser nomeado vice-presidente da Fundação do Côa, por despacho da Ministra da Cultura e sob indicação do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

Na Fundação do Côa, presidida pelo historiador Bruno Navarro, Domingos Lopes vai ter os pelouros da atividade científica, estudos e projetos. O novo vice-presidente é licenciado em Engenharia Florestal, fez o mestrado em Desenvolvimento Rural e o doutoramento em Ciências Ambientais, destacando-se não só na docência, mas também nos trabalhos científicos que publica e na investigação que desenvolve, seja relacionada com os cenários de mudanças climáticas, seja no estudo dos ecossistemas florestais. Na UTAD, onde é professor auxiliar com agregação e investigador integrado do Centro de Investigação e Tecnologias Agroambientais e Biológicas (CITAB), desempenha as funções de diretor da licenciatura em Arquitetura Paisagista e de diretor do departamento de Ciências Florestais e Arquitetura Paisagista.

Recentemente foi agraciado pela Câmara Municipal da Lousã, de onde é natural, com o prémio Carreira Vicente Ferrer, um galardão que visou distinguir o notável percurso académico e científico de Domingos Lopes.