[Imprimir]

Arrancou a 8 de outubro o curso “Digital Valorization of Cultural Heritage” em formato de B-Learning e decorrerá durante dois semestres do ano letivo 2019-2020.

Este curso é promovido dentro do projeto SILVHER – Safeguarding Intangible and culturaL Values and HERitage em conjunto com as Universidades Degli Studi di Bari Aldo Moro (UNIBA), de Pamukkale (PAU),  a Hellenic Open (HOU) e com EGInA S.R.L., uma organização italiana experiente no desenvolvimento de iniciativas que interligam a cultura e o mundo digital.

O primeiro módulo do curso responde às necessidades de mercado, já que se concentra em valorizar o património cultural em formato digital, foi elaborado pelos parceiros italianos e abordará a gestão de projetos culturais; o segundo módulo é da responsabilidade da UTAD e visa a formação em histórias em formato digital. O terceiro módulo foi criado pelos parceiros turcos e colocará os alunos em contato direto com o “potencial da realidade aumentada e virtual no sentido de preservar, dar a conhecer e promover património cultural imaterial”, explica Veronika Joukes, responsável na UTAD pelo projeto.

O projeto SILVHer visa formar pessoas que possam utilizar o mundo digital para realçar a importância do património cultural imaterial, e ensina através do formato hands on em que os estudantes trabalham em desafios concretos e aprendem novas técnicas e novos softwares.

Neste momento o parceiro grego têm os três módulos online com a primeira turma internacional, composta por sete alunos da UTAD, 10 da Universidade de Bari (Itália) e 13 da Universidade de Pamukkale (Turquia).

 

Foto: Docentes da UTAD V. Joukes, O. Ribeiro e P. Martins e alguns dos estudantes selecionados para frequentar este curso