[Imprimir]

Realizou-se recentemente o Dia do Centro de Química – Vila Real, na UTAD, um evento que tem como objetivo divulgar à sociedade a investigação realizada neste Centro de Investigação e mostrar a importância dos trabalhos realizados nas diferentes vertentes, nomeadamente nas áreas de Química Orgânica, Química dos Materiais, Química Ambiental, Química Alimentar e Bioquímica. O evento contou com a presença da Secretária de Estado da Valorização do Interior, Isabel Ferreira, e com muitas e variadas apresentações de excelente qualidade de investigadores quer do Centro de Química quer de outras instituições.

Este dia permite dar a conhecer as parcerias entre este Centro de Investigação e o tecido económico e empresarial da região através de exemplos de colaboração e da realização de projetos em conjunto e transferência de tecnologia. É também uma oportunidade para que os investigadores dos diferentes grupos de investigação que constituem este Centro, alguns exteriores à UTAD, interagirem e desenvolverem novas ideias de projetos em conjunto. Permite também que exista uma atualização da investigação realizada em cada uma das áreas, pelo convite de Investigadores da área da Química de outras instituições nacionais, com muitas das quais o Centro de Química – Vila Real tem parcerias, quer através da realização de projetos de investigação conjuntos, quer pela utilização de infraestruturas. A organização considerou que o “balanço do dia foi muito positivo” devido à elevada adesão quer por parte dos membros do Centro de Química quer de parceiros externos.

Em 2020, o Centro de Química – Vila Real completa 18 anos de existência, tendo estas comemorações sido de “especial importância pois foi uma oportunidade para analisarmos a nossa evolução, para onde pretendemos caminhar, todos juntos, e o nosso impacto no meio envolvente”, afirmou o Diretor do Centro, Fernando Nunes.

O CQ-VR foi sujeito a quatro avaliações externas por painéis internacionais tendo obtido em todas a classificação de “Muito Bom” e, “sendo atualmente uma das mais antigas e sólidas Unidades de Investigação da UTAD, é tempo de pensar no futuro”, conclui Fernando Nunes.