Engenheiro Florestal homenageado pelo Rotary Club de Vila Real

Luis Martins, engenheiro florestal e docente da UTAD foi homenageado a 16 de janeiro pelo Rotary Club de Vila Real, com um diploma de reconhecimento de mérito “pelos serviços profissionais prestados à comunidade”.

O homenageado é um especialista nacional em patologia vegetal e tem sido chamado como perito por diversas entidades para avaliar o impacto de intervenções na floresta urbana, destacando-se a peritagem que fez após a queda de árvore no arquipélago da Madeira, a pedido do governo regional, assim como a recuperação do Freixo D. Duarte D’Armas, com idade estimada em mais de 500 anos e situado em Freixo de Espada à Cinta, que foi considerada de Árvore de Interesse Público, entre outras inúmeras intervenções.

Cláudia Guedes, presidente do Rotary Club de Vila Real e engenheira florestal formada pela UTAD, explicou o motivo desta escolha, cujo objetivo foi não apenas homenagear Luis Martins pelo trabalho desenvolvido em prol da comunidade, mas também chamar a atenção para a importância da profissão de engenheiro florestal, a qual tem diminuído o interesse sobretudo entre os candidatos ao ensino superior.

Luis Martins, agradeceu a distinção e fez uma breve apresentação sobre o impacto de algumas intervenções florestais nas cidades e as respetivas consequências para o meio ambiente, tendo desta forma salientado a importância da participação do engenheiro florestal nos grupos de decisão que visam intervenção florestal.

O Rotary International é uma associação de clubes de serviços cujo objetivo “é unir voluntários a fim de prestar serviços humanitários e promover valores éticos e a paz a nível internacional”. No mundo existem mais de 34 mil clubes Rotary que contam com cerca de 1,3 milhões de membros. Cláudia Guedes é a primeira mulher presidente do Rotary Clube de Vila Real em 52 anos.

Legenda da Foto: Luis Martins e Cláudia Guedes