[Imprimir]

Realizou-se no passado dia 26 de junho a reunião do Conselho Consultivo da Fundação Museu do Douro, inicialmente agendada para 23 de março e adiada devido à pandemia. Para além da emissão de parecer sobre o Relatório de Atividades e Contas de 2019, o Conselho pronunciou-se sobre o nome a designar para a Direção do Conselho Diretivo, tendo o Presidente, Fernando Pinto, e os Vogais representantes das Câmaras Municipais Fundadores e das Entidades de natureza privada, respetivamente José Manuel Gonçalves (enquanto Presidente da Câmara Municipal da Régua) e António Saraiva, sido reconduzidos. O IVDP permaneceu também Presidente do Conselho Consultivo, assim como a UTAD na qualidade de Vice-Presidente. A Universidade tem sido representada neste órgão por Artur Cristóvão, Vice-Reitor para área do Planeamento e Internacionalização.

Relativamente ao Relatório de Atividades e Contas, o Conselho Consultivo emitiu um parecer positivo, unanimemente votado, tendo os conselheiros destacado a solidez e coerência da programação, crescentemente disseminada no território, assim como o manifesto equilíbrio das contas e sustentabilidade financeira. Para o ciclo que agora se inicia, a Presidência destaca a necessidade de reinvenção do Museu do Douro, num quadro de reforço da colaboração com os fundadores e todas as instituições parceiras, nomeadamente escolas e associações.

Créditos da Foto: Artur Cristóvão